Curiosidades

Essa é a melhor hora para dormir para diminuir o risco de problemas cardíacos, de acordo com estudo

0

Dormir pode ser considerado, por várias pessoas, uma das melhores coisas da vida. E mesmo que você seja uma pessoa que não goste muito de dormir, todos nós precisamos de uma boa noite de descanso. Todos os seres humanos têm a necessidade de dormir. Independente de como fazemos isso, dormir está em nossa rotina diária. No entanto, não quer dizer que todas as pessoas tenham um sono de qualidade.

Ademais, o sono de boa qualidade é essencial para a saúde física e mental. Tanto que a relação entre o sono e um coração saudável já é bem estabelecida. Mas os pesquisadores estão investigando mais detalhes sobre ela.

Em um novo estudo se sugeriu que pode existir um momento ideal, dentro do relógio biológico de 24 horas, para adormecer. Contudo, é evidente que as razões para não conseguir um sono bom, seja em maior quantidade ou no momento certo, nem sempre estão sob o controle das pessoas. Por conta disso, qualquer pessoa que tiver dificuldades para dormir deve procurar um médico e ver tudo o que precisa ser feito para que sua realidade melhore.

Hora

Mas para o restante das pessoas pode ser útil ir dormir entre as 22 e 23 horas. Esse parece ser o momento ideal para um sistema cardiovascular saudável.

“O corpo tem um relógio interno de 24 horas, chamado de ritmo circadiano, que ajuda a regular o funcionamento físico e mental. Embora não possamos concluir a causa de nosso estudo, os resultados sugerem que a hora de dormir cedo ou tarde pode ser mais provável de perturbar o relógio biológico, com consequências adversas para a saúde cardiovascular”, disse o psicólogo David Plans, da Universidade de Exeter.

A equipe liderada pelo primeiro autor Shahram Nikbakhtian da empresa de saúde digital Huma Therapeutics AI analisou os dados coletados através de acelerômetros no pulso de 88.026 pessoas. Os dados vieram do UK Biobank.

Feito isso, eles conseguiram comparar o tempo de sono ao longo de um período de sete dias com os resultados de saúde posteriores. No conjunto de dados estão 3.172 casos de doenças cardiovasculares nos quase seis anos de rastreamento dos participantes.

Descobertas

Se descobriu que dormir depois da meia-noite ou antes das 22h estava relacionado a um aumento de aproximadamente 25% do risco de doenças cardiovasculares quando comparado com dormir entre 22 e 23 horas. O aumento do risco diminui para 12% nas pessoas que dormem entre 23 e meia noite.

“O horário mais arriscado era depois da meia-noite. Potencialmente porque pode reduzir a probabilidade de ver a luz da manhã, o que zera o relógio biológico”, pontua Plans.

A tendência se manteve quando se levou em consideração idade, sexo, duração do sono, ser madrugador ou noturno, tabagismo, peso, diabetes, pressão arterial, nível de colesterol e nível socioeconômico. Além disso, ela foi mais proeminente em mulheres. Mas os pesquisadores ainda não sabem o motivo.

“Pode ser que haja uma diferença de sexo na forma como o sistema endócrino responde a uma interrupção no ritmo circadiano. Alternativamente, a idade mais avançada dos participantes do estudo pode ser um fator de confusão, já que o risco cardiovascular das mulheres aumenta após a menopausa. O que significa que pode não haver diferença na força da associação entre mulheres e homens”, explicou Plans.

Estudo

O estudo não pode afirmar se o tempo de sono em si tem uma contribuição para as doenças cardíacas. Até porque isso pode ser resultado de outros comportamentos. Como por exemplo, ficar acordado até tarde, ficar fora de casa bebendo ou o estresse que mantém as pessoas acordadas.

“O desalinhamento dos comportamentos e do relógio circadiano aumenta a inflamação e pode prejudicar a regulação da glicose, os quais podem aumentar o risco de doenças cardiovasculares. Se nossas descobertas forem confirmadas em outros estudos, o tempo de sono e a higiene básica do sono podem ser uma meta de saúde pública de baixo custo para diminuir o risco de doenças cardíacas”, concluiu Plans.

Fonte: https://www.sciencealert.com/huge-accelerometer-study-suggests-the-best-sleep-time-for-heart-health

Essa ”árvore da morte” é tão tóxica que não se pode ficar embaixo dela quando chove

Matéria anterior

7 irmãos de celebridades que não ficaram tão famosos

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos