Entretenimento

Esse homem de 65 anos, com câncer, sofreu uma das piores humilhações que uma pessoa poderia passar

0

Todos nós temos os dias bons e os dias ruins, isso é um fato, não é mesmo? Pois é, mas o que nos revoltam são aqueles péssimos dias que chegam a esses resultados graças a uma pessoa ou algum motivo específico que nos deixam revoltados. É impossível falar sobre isso e não citar a história de Kwame Bantu, de 65 anos que vivenciou um drama para lá de revoltante. Talvez tenha sido esse o pior momento de sua vida.

Kwame é um senhor britânico que sofre com câncer e diabetes e foi praticamente jogado para fora do seu voo pela polícia quando tentou apenas esticar suas pernas na classe executiva. O senhor Bantu enfrentava 14 horas de viagem para poder visitar sua família na Jamaica quando de repente começou a sentir tonturas e viu sua perna inchando cada vez mais. No desespero ele tentou se mudar para a classe executiva, mas na tentativa ele foi surpreendido por seis pessoas que o amarraram pelas mãos e pés e arrastaram-no de volta para o seu lugar na classe econômica.

Os policiais envolvidos nesse caso afirmaram que só tiveram essa atitude porque o senhor se recusava a deixar a sessão reservada. “Eu só estava procurando um lugar para esticar minha perna”, afirmou ele em defesa. “Mas ninguém estava me ajudando. Eles recusaram a ouvir sobre a minha doença e que eu estava passando no momento. Fui tratado como um escravo.

Joy Stoney, uma empresária de Yorkshire também foi expulsa simplesmente por tentar defende-lo. Um empresário que também estava a bordo disse que as comissárias de bordo mandavam o senhor defecar em sua poltrona quando ele dizia que precisava ir ao banheiro. A história ficou um pouco confusa com várias afirmações diferentes, já que a tripulação do avião afirma que o Sr. Bantu se recusou a mudar de classe, além de abusar verbalmente de todos que só queria o ajudar a voltar parao seu devido lugar.

“Eu estava completamente humilhado, meus direitos humanos tinham sido tirados de mim. Eu não tinha nem mesmo forças para combater com eles porque minha pressão arterial estava muito elevada”. Finalizou o passageiro. “Acho que eu não merecia esse tipo de tratamento. Eu posso entender que eles pensaram que eu poderia ser violento ou coisa assim, mas as atitudes deles fizeram com que meu sangue perdesse um pouco a circulação. E quando alguns passageiros expressaram a sua preocupação por mim mas logo pararam o avião para nos expulsar.

E aí, o que você achou dessa história? Comenta pra gente aí em baixo e compartilhe com seus amigos.

Por que você sente sono mesmo depois de dormir 8 horas por dia?

Matéria anterior

7 grandes lições que aprendemos com Meredith Grey

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos