CuriosidadesMundo Animal

Esse teste simples pode dizer se seu cachorro é um gênio, segundo cientistas

0

Que o cão é o melhor amigo do homem, isso não é novidade para ninguém. Quem tem um cãozinho em casa, sabe o que é contar sempre com um amor e apoio incondicional. Quem ama cachorros e têm um sabe como é a relação com esses animais. E percebe que eles não só entendem o que o dono quer dizer, mas também a forma e o tom que eles dizem as coisas.

Muito além de uma simples companhia, um cachorro pode ser treinado para várias coisas. Desde busca e salvamento, guias e até mesmo agentes policiais. Ou seja, isso prova que esses animais têm uma grande inteligência.

Estudos anteriores estudaram como os animais não humanos, como chimpanzés, leões marinhos e macacos rhesus, conseguem aprender palavras. E agora um estudo recente mostrou que alguns cachorros aprendem o nome de um novo objeto depois de ouvi-lo apenas quatro vezes. Essa era uma habilidade que se pensava ser restrita aos seres humanos.

Contudo, os pesquisadores viram que a habilidade não era comum entre todos os cães. Ela pode se limitar a alguns cachorros “talentosos” ou altamente treinados. Então como saber se o seu cachorro é um gênio ou não?

O estudo é simples e fácil de se fazer em casa. Basta seguir as mesmas etapas feitas pelos pesquisadores e observar se o seu animal de estimação consegue aprender os nomes dos objetos com a mesma rapidez. E se o seu cachorro não tiver essa habilidade não se preocupe. A raça ou experiência anterior pode influenciar nisso.

Estudo

Esse novo estudo foi feito com dois cachorros. Um border collie chamado Whiskey, que conhecia 59 objetos pelo nome, e com uma yorkshire terrier chamada Vicky Nina, que conhecia 42 brinquedos.

Os pesquisadores testaram o conhecimento dos animais a respeito de seus brinquedos fazendo com que eles lhes trouxessem cada um deles. E nem os donos nem os experimentadores puderam ver os brinquedos para que isso não influenciasse a escolha dos animais.

Visto que os animais realmente sabiam o nome de todos os seu brinquedos, os pesquisadores colocaram dois novos objetos. Eles colocaram um de cada vez no meio de um grupo de brinquedos conhecidos.

No teste, Whiskey escolheu o brinquedo novo todas as vezes. Já Vicky Nina acertou 52,5% dos testes. Essa porcentagem está um pouco acima do acaso.

Aprendizado

Na segunda parte do estudo, os cachorros viam um brinquedo novo, era dito seu nome e depois autorizado que eles brincassem com ele. Depois de quatro repetições do nome dos dois brinquedos novos os cachorros foram pedidos para escolher um dos dois.

Nessa parte do teste nenhum brinquedo conhecido foi colocado justamente para evitar que o animal escolhesse ele. Até porque, se o cão sabe o nome de todos os outros brinquedos ele pode escolher o novo por exclusão.

Os dois cachorros escolheram o brinquedo novo com uma frequência maior do que o acaso poderia prever. Isso sugere que, de fato, eles estavam aprendendo o nome de um novo objeto bem rápido. Entretanto, a memória deles decaiu de forma considerável depois de 10 minutos. E depois de uma hora ela tinha ido quase completamente.

Isso mostra que a aprendizagem precisa de um reforço maior para ser mantida.

Pergaminho gigante do ”Livro dos Mortos” foi descoberto em um antigo cemitério egípcio

Matéria anterior

7 coisas que você não sabia sobre o guarda-roupas da rainha

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos

Fatos Desconhecidos Nós gostaríamos de enviar notificações dos últimos conteúdos e atualizações que fazemos.
Dismiss
Allow Notifications