YouTube

Esses são os efeitos do crack sobre o seu corpo

0

Droga, em seu sentido original, é um termo que abrange uma grande quantidade de substâncias, desde o carvão vegetal à aspirina. Mas a maioria das pessoas, quando falamos em drogas, já relaciona o termo com as substâncias psicoativas. O crack nada mais é do que a forma de cocaína mais viciante e também a com maior potencial de vício de todas as drogas. O crack apareceu nos Estados Unidos primeiramente em bairros pobres do centro das cidades de New York, Los Angeles e Miami no final de 1984 e em 1985. No Brasil, ele passou a ser conhecido na década de 1990.

Os efeitos iniciais do crack são mais rápidos e intensos do que de outras drogas. No entanto, a duração dos seus efeitos é muito curta, durando em média cinco minutos. Para se ter uma ideia de comparação, a cocaína, depois de injetada ou usada por via intranasal, ou seja, cheirando, provoca efeitos com duração em torno de 20 a 45 minutos.

No Brasil, a primeira apreensão de crack foi registrada nos arquivos da Divisão de Investigação sobre Entorpecentes (DISE) em 1990. Algumas evidências apontam para o surgimento da substância em bairros da Zona Leste da cidade de São Paulo, para, depois, alcançar a região da Estação da Luz. Depois de um tempo, essa região ficou conhecida como Cracolândia, no Centro da cidade.

Por ser uma droga bem pesada e perigosa, quando consumido em grandes quantidades, o crack pode induzir tremores, vertigens, espasmos musculares, paranoia. Quando se usa doses repetidas, a droga pode causar uma reação tóxica muito parecida com intoxicação por anfetamina.

Além disso, o uso regular do crack pode provocar alucinações e causar comportamentos violentos, episódios paranoicos e, inclusive, impulsos suicidas. Infelizmente, isso não é tudo que essa droga pode causar no corpo de quem a usa.

Sabemos que você é extremamente curioso, assim como nós e por isso quer sempre saber mais sobre determinado assunto. Se você se interessou e quer ficar mais informado, veja esse vídeo que fizemos no nosso canal do Youtube a respeito disso.

Ocitocina: o hormônio do amor

Matéria anterior

Pulseira permite sentir dor no metaverso

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos

Fatos Desconhecidos Nós gostaríamos de enviar notificações dos últimos conteúdos e atualizações que fazemos.
Dismiss
Allow Notifications