Notícias

Ex-BBB Patrícia Leitte passa por derrame ocular e relata preconceito

Patrícia Leitte ex-BBB
0

A ex-BBB Patrícia Leitte, que participou do maior reality do Brasil em sua 18ª edição, divulgou na última segunda-feira (9) que recebeu o diagnóstico de derrame ocular. O comunicado foi feito no seu perfil do Instagram, acompanhado de suas fotos em que aparece com uma mancha vermelha no olho esquerdo.

Assim sendo, a cearense conta que o maior problema que enfrenta por causa do derrame ocular é o preconceito das pessoas em relação à aparência. “Confesso pra vocês que o preconceito das pessoas pesa mais que o problema, elas olham com medo, nojo, têm medo de encostar em você, senti na pele essa rejeição”, afirma a ex-BBB.

O derrame ocular ocorre quando há o vazamento de sangue no globo ocular, o que é causado pelo rompimento de vasos sanguíneos nessa região. Porém, a mancha não afeta a visão e pode ser tratada.

Segundo a ex-BBB, a mancha apareceu de forma repentina, começando pequena e no canto do olho. Então, Patrícia procurou um oftalmologista para entender do que se tratava.

Ela fez uma série de exames e começou o tratamento com colírio. No entanto, a mancha aumentou de tamanho. “Isso apareceu do nada, como tudo na vida da gente, inesperadamente um belo dia amanhecemos com uma pequena mancha no canto do olho, e essa manchinha vai aumentando”, disse.

“O nome disso é sangramento ocular ou derrame ocular, segundo o doutor é uma hemorragia subconjuntival mais frequente, onde é evidente uma mancha de sangue ‘vivo’ na parte branca do olho, podendo esta assumir vários tamanhos e formatos”, diz a ex-BBB na publicação.

Apoio de internautas

Com a postagem sobre o derrame ocular, Patrícia recebeu não só apoio de amigos e familiares, como também de alguns seguidores. Na ocasião, eles compartilharam com a ex-BBB que também passaram pelo mesmo problema.

“Paty, já aconteceu comigo duas vezes. A primeira fiquei assim nos dois olhos e literalmente toda a parte branca vermelha de sangue! Demorou um mês pra sair! Vai melhorar. Já, já você está bem️”, publicou uma seguidora.

Derrame ocular

Socientífica

A condição que afetou a ex-BBB é mais comum do que muitos imaginam, segundo o oftalmologista Alexis Galeno. “É uma coisa bem prevalente no dia a dia, inclusive assusta bastante quem não conhece, acha que é indício de [acidente vascular cerebral] AVC, mas, na verdade, é um processo que acontece e não tem tanto perigo para o paciente ou a visão em si”, conta o oftalmologista sobre os casos mais leves de derrame.

No entanto, existem casos que necessitam de mais atenção. Dessa forma, o especialista explica que derrame é um termo usado para qualquer vaso de sangue que se rompe. No caso da ex-BBB, foi uma hemorragia subconjuntival, que é mais temporário, externo e não afeta a visão geralmente.

“Há derrames ou sangramentos externos, que você pode causar na parte externa do olho só a mancha vermelha e não vai repercutir em nada na tua visão. Seria semelhante a um hematoma, quando você leva uma pancada na perna, fica roxo devido ao rompimento de um vaso que sangrou ali por baixo e deixou o sangue retido”, explica Alexis, doutor em oftalmologia pela Universidade de São Paulo (USP).

“No olho, nós temos umas membranas que o cobrem que são transparentes. Então, o sangue que se rompe, às vezes, por um esforço, uma dor de cabeça muito forte, um vômito, um pequeno trauma, vai se derramar na parte externa do olho, nessa membrana que se chama conjuntiva — que é transparente — e vai ter aquele aspecto do olho bem vermelho”, complementa o oftalmologista.

O tratamento

O médico ainda disse que no caso da hemorragia subconjuntival, como foi o da Patrícia, não há tratamento. Isso porque é sangue que derramou e está retido no olho, sendo absorvido gradativamente pelo corpo. Logo, há uma maior preocupação quando o paciente possui algum problema de coagulação.

Porém, um caso esporádico dura em torno de 10 a 15 dias. “A única orientação que a gente passa é colocar alguma compressa com água gelada tentando estancar o sangue na hora. O próprio organismo vai absorver aquele sangue. A mancha, inicialmente, quando é externa, vai aumentando porque vai se espalhando e, em seguida, vai sendo absorvida. Não precisa de nenhum tratamento mais vigoroso”, destaca Galeno.

Nos casos graves, ou os sangramentos das estruturas internas do olho, o sangue pode atrapalhar a visão. “Se for um derrame interno é mais sério. É preciso avaliar através de exames a área que deixou de receber sangue, se há alguma área extensa onde o sangue derramou e vai ficar sem receber sangue, então vai ter um dano visual naquela região”, ressalta o oftalmologista.

“As hemorragias, derrames intraoculares que são mais graves, podem acontecer em jovens, mas são normalmente ligados a pacientes com idade avançada, hipertensos ou que tenham outras comorbidades”, destaca o médico.

Dessa forma, repetidos derrames oculares merecem atenção também. “Aí é preciso investigar a causa; se é algum problema de coagulação que esse paciente tem ou se tem hipertensão arterial sistêmica descontrolada ou algum outro motivo”, finaliza Galeno.

Fonte: G1

Gabriel Sater fala sobre cena com o pai, Almir Sater, em Pantanal

Matéria anterior

Marco Pigossi é confirmado em spin-off de ‘The Boys’

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos

Fatos Desconhecidos Nós gostaríamos de enviar notificações dos últimos conteúdos e atualizações que fazemos.
Dismiss
Allow Notifications