Curiosidades

Jovem compra celular pela internet e recebe caixa de leite condensado

0

Com a chegada da vida moderna, várias coisas foram facilitadas para as pessoas. Entre elas estão as possibilidades de compras, visto que hoje não precisamos sair de casa e podemos comprar praticamente tudo. As compras pela internet facilitaram nossa vida. Contudo, nem todos os casos são bem sucedidos, como por exemplo, o desse jovem de São Paulo.

No caso, que aconteceu na segunda-feira dessa semana, o jovem comprou um celular pelo aplicativo de uma loja online, mas quando abriu a embalagem no momento da entrega, ele teve uma surpresa. Ao invés do dispositivo, tinha somente uma caixa de leite condensado.

O jovem é Johnata, que usou suas redes sociais para fazer com que o caso tivesse conhecimento público e uma reposta das Lojas Americanas, que foi onde ele comprou o celular. No seu post, ele explicou que estava tendo dificuldade para entrar em contato com a empresa. Somente depois da sua publicação viralizar que a empresa entrou em contato com ele.

Caso

G1

Além do jovem, outros internautas também disseram ter passado por problemas parecidos. Um deles disse que também tinha comprado um celular, mas no lugar do aparelho recebeu uma barra de sabão.

A Americanas se manifestou a respeito do caso do jovem por meio de uma nota. Nela, a empresa informou que “entrou em contato com o cliente e informou que está priorizando o envio do produto comprado. Em paralelo, a companhia está investigando o caso internamente”.

Na terça-feira dessa semana, Johnata atualizou a situação do seu caso e contou que, de acordo com a empresa, a entrega do celular estava prevista para acontecer já na quarta-feira dessa semana.

Reclamações

G1

O caso desse jovem parece não ter sido o único. Tanto que, segundo o Procon-SP, até março desse ano, o órgão já recebeu 128 mil reclamações de consumidores a respeito de compras online que deram algum problema.

Entre as principais reclamações estão problemas com atraso, a falta de entrega do produto e problemas com cobrança.

Compras online

Com School

Ao mesmo tempo que as compras online facilitaram nossa vida, elas podem nos dar dores de cabeça, como foi no caso desse jovem. No entanto, os benefícios parecem ser maiores do que alguns eventuais problemas.

Além disso, um lado positivo é que se pode encontrar de tudo na internet. Isso pode ser verdade, e ao mesmo tempo um problema. Até porque, algumas coisas vendidas online podem ser antiéticas.

O fato é que só existem dois tipos de ação: as éticas e as antiéticas. O problema está no fato de que nem todo mundo concorda sobre o que é ético e o que não é. Um exemplo prático? Diamantes. Você acha que comprá-los pela internet pode ser anti-ético? A resposta é sim. Isso porque não se sabe as condições de quem achou essa pedra preciosa e nem a procedência.

Algumas vezes, está claro que uma compra é antiética pelo fato de que não é legalizada na lei. Já outras, não são tão simples e claras assim. Existem coisas que você pode comprar na internet legalmente, mas que vão contra todos os princípios éticos possíveis.

Um exemplo que chega a ser clássico são as barbatanas de tubarão. Comprá-las online é completamente antiético. Até porque, quem as vendem retiram as barbatanas dos tubarões e os jogam no mar para morrerem. O comércio ilegal de barbatanas está matando milhares de tubarões cruelmente pelo mundo e quem as compra está ajudando a manter esse ciclo de horrores.

Além de partes de um animal, comprar animais raros online também está longe de ser ético. Ainda mais se o animal estiver em extinção ou não for nativo do ambiente para onde será enviado.

O pior de tudo é que existem mercados grandes para compras desse jeito e, diferente do caso do jovem, elas dificilmente chegarão erradas em seu destino.

Fonte: G1

Imagens: G1, Com School

Veja fotos do eclipse total da lua pelo mundo

Previous article

Dono de loja colocou 2 mil capacetes no telhado como isolante térmico

Next article

Comments

Comments are closed.