Jovem é preso por assediar namorada de aluguel
Tempo de leitura:2 Minutos, 42 Segundos

Jovem é preso por assediar namorada de aluguel

Tocar em sua namorada, geralmente, não é considerado uma ofensa passível de punição, mas o cenário muda quando a companheira é de aluguel, tanto que um jovem universitário taiwanês, acabou sendo condenado à prisão por isso.

Tudo começou em agosto de 2019, quando o jovem, identificado pela mídia internacional apenas como Chen, decidiu alugar uma namorada. Chen contratou uma acompanhante para estar ao seu lado, durante um período de três horas.

O serviço, oferecido por uma empresa chamada Love Acting-Extra, custou cerca de 7.200 dólares taiwaneses (US$ 260).

Serviço

Alugar pessoas é extremamente comum no continente asiático, incluindo em países como Japão e China. Nós, aqui da Fatos Desconhecidos, por exemplo, já publicamos recentemente uma reportagem falando sobre um jovem chinês que ganhava dinheiro fazendo companhia às pessoas.

Em Taiwan não é diferente. A Love Acting-Extra é uma das mais renomadas do país em relação a tal serviço. Taiwaneses já alugaram pessoas para interpretar todos os tipos de papéis, desde amantes, pais e até mesmo amigos.

De acordo com uma publicação feita pelo portal de notícias internacionais Odditycentral, o serviço, mesmo sendo comum, é regido por regras específicas, as quais detalham o que o cliente pode ou não fazer durante o encontro com a namorada de aluguel.

O contrato que Chen concordou em assinar antes de contratar os serviços da Love Acting-Extra mencionava a possibilidade de andar de mãos dadas, de acariciar os cabelos e até mesmo abraçar, no entanto, o jovem não tinha permissão para beijar a namorada de aluguel ou tocar em qualquer parte considerada inadequada.

O caso do jovem

No dia 2 de agosto de 2019, Chen e sua namorada de aluguel se encontraram na Estação de Taipei, em Taiwan, para o programado encontro de 3 horas. Tudo começou bem, ambos jantaram em um restaurante fast-food e depois foram dar um passeio no Parque Florestal Da’an.

Foi exatamente aí que o encontro começou a sair da linha. Chen começou a dizer coisas estranhas, como, por exemplo, “Eu vou sequestrar você”. Após os comentários inadequados, o jovem, então, começou a tocá-la.

De acordo com o depoimento da namorada de aluguel, o cliente tocou na parte interna das coxas, desabotoou a blusa com o intuito de olhar os seis e, depois, tocou em uma das nádegas, mesmo sabendo que tal comportamento era extremamente proibido pela empresa.

Como não havia ninguém por perto na parte do parque em que estavam e com medo de ser machucada, a jovem acabou tendo que suportar o comportamento de Chen. Felizmente, quando as três horas se passaram, Chen respeitou o contrato e a deixou ir.

A namorada de aluguel foi direto para a delegacia mais próxima e denunciou o ocorrido. Chen foi preso imediatamente. Sob o poder das autoridades, o jovem confessou ser culpado.

Chen foi sentenciando a seis meses de prisão por indecência compulsória e condenando a pagar uma multa de 180.000 dólares taiwaneses (US$ 6.420).

Embora a história tenha acontecido em 2019, o incidente só tornou-se manchete em Taiwan no dia 14 de janeiro deste ano, depois que o recurso de Chen foi rejeitado pelo Tribunal Superior de Taiwan. Isso significa que o jovem começou a cumprir sua pena no dia 15 deste mês.