Fatos Nerd

Liga da Justiça – Jason Momoa explica porque as cenas do Aquaman foram cortadas

0

Durante as entrevistas de divulgação de Liga da Justiça, o ator Jason Momoa, o Aquaman no filme, havia afirmado que haveria uma cena pós-créditos fantástica voltada para o seu personagem. Mas quem já assistiu o longa e esperou até o último minuto, deve ter percebido que a cena não apareceu. Como assim Jason? Em entrevista para a Entertainment Weekly, o ator explicou que muitas cenas, não só do Aquaman como de todos os outros personagens, foram cortadas.

A parte desafiadora é que [na história de Liga da Justiça], mostra apenas uma semana da vida do Arthur Curry“, afirmou o ator. “[Fãs] devem ficar tipo, ‘Por que ele é tão rabugento? Por que ele está escondido lá?’ Nós planejamos tudo. Muitas coisas foram cortadas. Mas não é o meu filme. É um filme enorme introduzindo três personagens novos. E para mim, Flash e Ciborgue, haviam muitas coisas que não conseguimos colocar. Daria para ter dois filmes. Nós filmamos algumas coisas com Willem Dafoe. A parte toda de Atlântida, sobre mim sendo esse rei relutante. Não havia necessidade disso porque você vai vê-lo em Aquaman. Não é um filme do Aquaman, é um filme da Liga da Justiça“, acrescentou.

Vulko (Willem Dafoe) foi cortado de Liga da Justiça

Não é surpresa que devido a duração de duas horas, algumas cenas foram inevitavelmente deixadas na sala de corte. Como Jason afirmou na entrevista, o Vulko – interpretado por Willem Dafoe – personagem que terá papel proeminente no filme de Aquaman, foi cortado de Liga da Justiça, pois “não houve tempo suficiente no [filme]“.

Liga da Justiça está em cartaz nos cinemas, estrelando Ben Affleck como Batman, Gal Gadot como Mulher Maravilha, Henry Cavill como Superman, Jason Momoa como Aquaman, Ezra Miller como Flash e Ray Fisher como Ciborgue. Dirigido por James Wan, Aquaman tem estreia prevista para 21 de dezembro de 2018.

Dragon Ball – Akira Toriyama aparece em foto inédita

Matéria anterior

8 coisas que você não sabia sobre Uchiha Madara

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos