Entretenimento

Por que Meghan Markle é a pessoa mais atacada do mundo?

0
Por que Meghan Markle é a pessoa mais atacada do mundo?

Atualmente, Meghan Markle, a Duquesa de Sussex, decidiu que não irá falar mais de temas polêmicos. Tudo porque, ela teme que sua família esteja “em risco” também esteja em risco de ataques, uma vez que ela mesma se considerou a pessoa mais atacada do mundo.

Em sua defesa, Meghan conta que faz o que faz porque acredita que precisa lutar para tornar o mundo que seu filho irá crescer um lugar melhor. Por isso, ela aborda temas que, na verdade, são “bastante simples”, como ela mesma afirma. Recentemente, ela abordou o “o exercício do direito de votar” e isso foi mais que o suficiente para mais uma onda de ataques contra a Duquesa.

Ela apenas queria tornar este mundo melhor para seu filho

Sendo listada como uma das Mulheres Mais Poderosas da Próxima Geração pela revista Fortune, Meghan explica que mudou a forma de pensar após o nascimento de seu filho. “É interessante porque meu instinto é de que ela te torna mais corajosa”, afirma Meghan. “Isso te deixa tão preocupada com o mundo que eles vão herdar, e então as coisas que você é capaz de tolerar não são as mesmas”, continua. “Você diz todos os dias: ‘Como posso tornar isso melhor para ele? Como posso tornar este mundo melhor para Archie?’ E essa é uma crença compartilhada entre meu marido e eu”, completa.

De toda forma, ao entrar em alguns temas, Meghan sentiu que a resposta nem sempre é agradável. Na verdade, ela sofreu uma série de ataques e começou a pensar em como isso pode afetar a segurança de sua família. “Ao mesmo tempo, eu tomo cuidado para não colocar minha família em risco por certas coisas, então prefiro tentar ser bastante clara no que eu digo e não criar polêmicas, mas sim falar de coisas que parecem bastante simples, como o exercício do direito de votar”, afirma Meghan.

Meghan foi atacada ao tocar em temas como racismo e violência

Meghan também argumenta que não estaria em paz se não soubesse que também está fazendo sua parte. “Como mãe, posso desfrutar de toda a alegria, da ingenuidade e das brincadeiras com meu filho, mas eu não me sentiria orgulhosa como mãe se não soubesse que eu não estava fazendo minha parte para tornar esse lugar melhor para ele”, afirma Meghan.

Desde que se afastou da realeza britânica, Meghan abordou temas como racismo e violência. Em um exemplo recente, ela se posicionou sobre a violência policial e o assassinato do ex-segurança negro George Floyd, nos Estados Unidos. Além disso, ela também sentiu os ataques, mesmo estando, teoricamente, fora da internet. Isso porque, quatro meses antes de se casar com Harry, em 2018, ela fechou contas pessoais do Instagram, Facebook e Twitter.

Mesmo longe das redes sociais, Meghan ainda está por dentro do que acontece no mundo. Por isso, ela afirmou que foi a pessoa do mundo mais atacada na internet e que é quase impossível sobreviver a isso. Atualmente, o casal mora nos Estados Unidos e abriu mão das tarefas oficiais da família real.

Conheça a história da mulher que não sente cheiros e não contraiu Covid-19

Matéria anterior

10 presentes de casamento mais bizarros que a realeza já recebeu

Próxima matéria

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.