Ciência e TecnologiaNotícias

Meteoro de meia tonelada atinge os EUA

0

Na virada de ano, um meteoro causou um tremor no subúrbio de Pittsburgh, a segunda cidade com mais habitantes na Pensilvânia, Estados Unidos. De acordo com os clientes, ele arrebentou na atmosfera com uma explosão de energia que equivale a aproximadamente 30 toneladas de TNT. Nomeado como trinitrotolueno, esse composto sólido e amarelo é usado como explosivo militar e também para demolições.

A explosão ocorreu na manhã de sábado, 1 de janeiro. Já no dia 02, a Nasa publicou na página Meteor Watch uma “suposição razoável” da velocidade do meteoro a cerca de 72,4 mil km/h. Ela estima que seu tamanho seria aproximadamente de um metro de diâmetro com uma massa com cerca de 454 kg.

“Estamos cientes de numerosos relatos de cidadãos e meios de comunicação sobre o estrondo sônico ouvido no oeste da Pensilvânia alguns minutos antes das 11:30 do dia 1 de janeiro”, afirma a publicação, acompanhada de uma imagem de satélite.

A moradora do bairro de Dormont, ao sul do centro da cidade, Heather Lin Ishler, contou que estava deitada na cama, mexendo nas redes sociais, enquanto seu namorado jogava. Ao jornal The New York Times, ela contou que sentiu a cama tremendo. “A sensação me lembrou fogos de artifício”, disse ela. A residente ainda acrescentou que se ficasse muito perto, seria capaz de sentir “um estrondo no peito”. O namorado e o vizinho também conseguiram sentir a explosão do meteoro.

Além disso, pessoas começaram a ligar para o escritório local do Serviço Meteorológico Nacional dos EUA. De acordo com Jenna Lake, meteorologista da instituição, as pessoas relataram que ouviram “um som muito alto, mas não viram nada”.

Meteoro tinha 100 vezes o brilho da Lua cheia

Nasa Meteor Watch

De acordo com a publicação da Nasa, uma estação de infrassom perto do local registrou a onda de explosão do bólido quando partiu, permitindo as estimativas. Vale acrescentar que se não fosse pelo tempo nublado, o meteoro poderia ser visto facilmente no céu diurno. O brilho chegaria a cerca de 100 vezes maior que o da lua cheia.

Shannon Hefferan, do Serviço Nacional de Meteorologia, em entrevista ao Tribune-Review, afirmou que os satélites registraram um flash sobre o condado de Washington pouco antes das 11h30 do sábado (13h30, no horário de Brasília). Ela complementa que, naquele momento, as autoridades já acreditavam que o estrondo era advindo de um meteoro “caindo pela atmosfera”. 

A população de South Hills e de outras áreas próximas relataram ter escutado um barulho alto e sentido as casas tremendo. Além disso, as autoridades do condado de Allegheny confirmaram que não houve atividade sísmica, trovões ou raios. Isso reforça que os tremores foram provocados pelo meteoro.

Em concordância com isso, em entrevista ao The New York Times, Lake afirmou que naquele sábado o clima estava muito calmo para tempestades e relâmpagos. Novamente descartaram a possibilidade de outros fenômenos.

Também foram descartadas as possibilidades de que um avião tivesse provocado o estrondo. Isso porque as aeronaves não são escutadas ao decolar, além de não terem a velocidade de um meteoro, que conseguem quebrar as barreiras de pressão na atmosfera.

De acordo com Hefferan, um evento parecido aconteceu em 17 de setembro, no Condado de Hardy, na Virgínia Ocidental.

Fonte: Olhar Digital

A história da seleção brasileira

Matéria anterior

Camarões com três olhos são encontrados nos EUA

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos