Entretenimento

Camarões com três olhos são encontrados nos EUA

camarão
0

Um fenômeno interessante foi registrado recentemente no Monumento Nacional de Wupatki, no estado do Arizona, nos Estados Unidos. Centenas de ovos de pequenos crustáceos com três olhos foram encontrados em um lago do parque. As criaturas, chamadas popularmente de “camarão dinossauro”, apareceram e se multiplicaram após chuvas intensas atingirem a região norte-americana no mês de julho.

Na ciência, esses animais são chamados de triops, que significa “três olhos” em grego. Eles possuem cerca de quatro centímetros de comprimento e uma cor rosada. Uma característica interessante a respeito dessa espécie, que explica o aparecimento do camarão dinossauro no Arizona, é que os ovos podem ficar dormentes durante vários anos até que haja chuva suficiente para formar lagos. São nesses locais que os filhotes amadurecem dentro dos ovos. Na sequência, os ovos eclodem e os animais se preparam para colocar novos ovos. 

Justamente esses ovos anteriormente adormecidos que foram encontrados no lago temporário formado no parque do Arizona. Em 2020, o parque enfrentou o verão mais seco da história, mas a última semana de julho de 2021 registrou mais chuvas do que em toda a estação anterior. Esse foi o momento perfeito para que os camarões dinossauro amadurecessem e saíssem dos ovos.

National Park Service

Uma curiosidade a respeito desses animais é que eles vivem até 90 dias. No entanto, muitos daqueles que estavam no lago chegaram a ter cerca de três semanas de vida. Segundo os pesquisadores envolvidos na preservação dos animais encontrados, isso ocorreu porque as aves da região perceberam a presença de vida no lago temporário e atacaram boa parte deles. A equipe do parque, por sua vez, preparou um ambiente propício aos crustáceos que sobraram para que eles pudessem terminar seu ciclo de vida. 

Características do camarão dinossauro

Os indícios que se tem hoje mostram que essa espécie de crustáceos existe antes mesmo dos dinossauros. Seu surgimento é datado entre 419 milhões e 359 milhões de anos atrás, enquanto os dinossauros surgiram há cerca de 252 milhões de anos, no Período Triássico. Desde então, a aparência desses pequenos animais não sofreu mudanças significativas. Alguns chamam os crustáceos de ‘fósseis vivos’, já que os recém-descobertos se parecem com seus ancestrais. 

Contudo, o chefe da guarda florestal de interpretação do Monumento Nacional de Wupatki,  Lauren Carter, explicou que esse termo “causa um mal-entendido com o público de que eles não mudaram em nada”. “Eles mudaram, evoluíram. Acontece que a aparência externa deles é muito semelhante ao que eram há milhões de anos”, completou Carter.

O camarão dinossauro é aquático, possui carapaça e é hermafrodita, ou seja, tem órgãos sexuais femininos e masculinos. Apesar disso, ele normalmente se acasala por reprodução sexuada. De acordo com o grupo de pesquisa BioKids, uma outra curiosidade desses crustáceos é que as fêmeas são capazes de procriar óvulos não fertilizados. Ou seja, eles podem gerar “clones” de si mesmos a partir de ovos não-fecundados, bem como podem se autofecundar.

camarão

Wikipedia Commons

A aparição do camarão de três olhos é rara devido às condições específicas necessárias para o amadurecimento dos ovos. Por esse motivo, a descoberta nos Estados Unidos representa um momento importante na ciência e na história. É possível que essa geração do camarão dinossauro tenha deixado ainda outras centenas de ovos no fundo de suas poças. No entanto, não há comprovação acerca da hipótese, e só será possível saber se isso de fato aconteceu caso novos crustáceos como esses surjam nas próximas chuvas.

Meteoro de meia tonelada atinge os EUA

Matéria anterior

10 séries mais esperadas de 2022

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos