Curiosidades

Milhares de moedas preciosas foram encontradas em uma fazenda na Hungria

0

A arqueologia é a ciência responsável por estudar culturas e civilizações do passado. E através das descobertas arqueológicas, vestígios de antigas sociedades e culturas são descobertos. E assim, conseguimos compreender melhor como viveu determinado povo, quais eram seus hábitos e costumes. E até mesmo, o que levou ao seu fim.

Ao longo de nossa história, arqueólogos realizaram inúmeras descobertas, que mudaram a forma como vemos nossa própria história. E outras que confirmam o que já se era sabido e esperado.

Como por exemplo, no século XVI, o Império Otomano estava sendo atacado. E isso fez com que os húngaros entrassem em pânico e enterrassem um estoque valioso de moedas de prata e ouro. E agora, arqueólogos descobriram esse tesouro enterrado em uma fazenda na Hungria.

Moedas

Ano passado, os arqueólogos descobriram 150 moedas antigas em Újlengyel, que é uma vila húngara que fica a aproximadamente 50 quilômetros a sudeste de Budapeste.

Depois dessa descoberta, os arqueólogos voltaram ao local no fim de dezembro de 2020 equipados com detectores de metal para procurar mais tesouros. A expedição foi liderada por Balázs Nagy, especialista em moedas. Ele teve a ajuda de voluntários da Associação Arqueológica Comunitária.

Os arqueólogos cavaram um poço pequeno em uma colina próxima e desenterraram um navio que tinha sido quebrado ao meio, provavelmente, por conta do arado do solo. O barco encontrado tinha, originalmente, guardado milhares de moedas antigas que foram encontradas espalhadas pela região.

Coleção

Essa coleção de moedas descobertas contavam, ao todo, com sete mil moedas de prata e quatro moedas de ouro. Essas moedas foram enterradas, provavelmente, por volta de 1520. Nessa época, elas seriam o suficiente para comprar um carro de luxo.

Dentre as moedas, a mais antiga é um denário de prata, ou uma moeda de prata romana do imperador Lúcio Verus. Ele governou de 161 d.C. a 169 d.C. E as moedas mais novas são da época do governo de Luís II, que governou a Hungria e Boêmia de 1516 a 1526.

As quatro moedas de ouro foram feitas durante o reinado de Matias I. Ele foi o rei da Hungria de 1458 a 1490. Além dessas moedas, outras descobertas foram uma moeda rara emitida pelo Papa Pio, que governou entre 1458 e 1464, e algumas moedas de prata que foram feitas durante o reinado de vários outros governantes do século XV e XVI.

Observações

O motivo certo dessas moedas terem sido enterradas não é sabido. No entanto, os arqueólogos supõe que os húngaros as enterraram enquanto estavam sob ataque do Império Otomano, em 1526.

“Tesouros dessa magnitude relacionados à devastação turca após a batalha de Mohács são raros na Hungria”, de acordo com o post no Facebook.

Nessa época, o Império Otomano, liderado por Suleiman, o Magnífico, conseguiu vencer a Hungria e os seus aliados na Batalha de Mohács. A batalha aconteceu no dia 29 de agosto de 1526. E foi ela que marcou o fim da monarquia húngara e abriu o caminho para o domínio turco e habsburgo na região.

Como a região parece ser bem promissora no quesito achar tesouros perdidos, o museu tem planos de continuar a explorar essa região para encontrar mais tesouros históricos.

Cantor com a voz mais profunda do mundo alcança notas que o ouvido não consegue detectar

Matéria anterior

6 produtos que compraríamos só por causa da embalagem

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos