Entretenimento

Moana estava morta o tempo todo? De acordo com essa teoria sombria dos fãs, sim

0

Disney é uma das maiores empresas de entretenimento do mundo. Seus estúdios são responsáveis por grandes títulos do cinema internacional, assim como as maiores franquias do meio. Mesmo com seu gigantesco acervo, grande parte do seu sucesso vem dos filmes de contos de fadas. São eles que praticamente começaram tudo, como Branca de Neve, Cinderela e A Bela e a Fera. Grandes princesas, príncipes e vilões que marcaram a infância de várias pessoas ao redor do mundo. Estes que, inclusive, ainda hoje são amados pelos fãs.

Felizmente, nos tempos atuais, estamos vendo a Disney passar por uma mudança, tanto na forma como as princesas são retratadas, como também na representatividade. É possível observar isso, uma vez que, atualmente, várias animações do estúdio retratam culturas de outras partes do mundo que não somente os Estados Unidos. O melhor de tudo é que essa tem se provado uma fórmula de sucesso.

E com o sucesso das novas produções, vêm também as teorias macabras sobre elas. Como por exemplo, Moana, que, de acordo com uma teoria criada por fãs, pode ter passado a maior parte do filme morta.

Essa teoria sobre a princesa da Disney chegou até Any Gabrielly, a dubladora oficial de Moana no Brasil e ex-integrante do grupo Now United, e ela disse que ficou “paranoica” com ela.

Teoria

Esse mundo é nosso

De acordo com a teoria, Moana teria morrido na primeira parte do filme. Ou seja, ela não teria sobrevivido à viagem para chegar até Te Fiti e morreu antes de encontrar Maui.

O que sustenta essa teoria são alguns indícios e a mitologia polinésia. Isso porque a princesa da Disney encontra o semideus logo depois de naufragar e acorda em uma ilha. De acordo com a tradição dos povos polinésios, os espíritos vão para o mundo dos mortos por portais que ficam em ilhas.

“Uma dessas entradas fica em Kahakaloa, na ilha de Maui, outra no vale Waipio, no Havaí, e uma terceira em Moanalua, em Oahu. Outros locais de passagem para as almas são nomeados em diferentes pontos da costa das ilhas”, escreveu Martina Bucková, diretora adjunta do Instituto de Estudos Orientais da Academia Eslovaca de Ciências, em um artigo.

No filme, Moana não fala mais com nenhum humano. Desde o seu naufrágio, ela só tem interações com seres “de outro mundo”, como deuses, semideuses, monstros e o espírito de sua avó.

Conforme os criadores da teoria, a viagem de Moana até Te Fit seria bem cansativa e desafiadora para qualquer humano, contudo, ela parece não se abalar. Somente quando ela está dentro de uma caverna que ela mostra algum desconforto. Na visão deles, isso é mais um sinal de que ela não estaria viva durante todas as aventuras do filme.

Com relação ao final do filme, quando Moana volta e é recebida pela comunidade da sua ilha natal, a teoria diz que isso é possível porque Te Fiti teria ressuscitado ela depois que Moana deu a pedra pounamu, conhecida como o coração da deusa.

Isso é colaborado por uma fala de Maui. Depois que Te Fiti conserta a embarcação de Moana, ele diz que até HeiHei, o galo da princesa, está vivo. Isso seria um indicativo de que todos eles teriam sido trazidos de volta à vida.

Filme da Disney

TV Spielfilm

Por mais que essa teoria sobre Moana seja sombria, o filme em si não é. Mas isso não quer dizer que a Disney não tenha filmes considerados tristes. Até porque, não é porque a maioria dos filmes é voltada para crianças que eles deixam de ter mensagens importantes ou até mesmo ter momentos tristes.

Quando pensamos em filmes da Disney pensamos em filmes repletos de cores, músicas e danças. No entanto, não é somente deste tipo de produção que o estúdio sobrevive.

Nem só de princesas e momentos bons vivem os filmes da Disney. E segundo uma pesquisa feita pela “Radio Times, o filme eleito como sendo o mais triste do estúdio foi “Bambi”.

Esse clássico, que é um drama animado, foi apontado como sendo a produção da Disney que mais fez o público chorar. O filme foi citado por 38% das pessoas entrevistadas. Provavelmente ele foi lembrado por conta de sua cena inicial, em que a mãe do personagem principal, Bambi, morre.

Bambi foi eleito pelas mulheres como sendo o mais emocionante da Disney. Já os homens escolheram como mais emocionante o filme “Up – Altas Aventuras”, da Pixar.

Na pesquisa, 35% dos entrevistados apontaram “Up” como um dos filmes mais tristes do catálogo do Disney +, a  plataforma de streaming da Disney. Essa porcentagem foi um pouco maior do que a de “O rei leão”, que foi dito por 34% dos votos.

Fonte: UOL

Imagens: Esse mundo é nosso, TV Spielfilm

Emma Watson revela qual foi a cena que ela mais odiou de toda a saga Harry Potter

Artigo anterior

Kombucha pode reduzir acúmulo de gordura, sugere estudo

Próximo artigo

Comentários

Comentários não permitido