• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

Monge mumificado de 200 anos pode estar vivo, afirma médico

POR Fatos Desconhecidos (Acervo)    EM Curiosidades      23/03/15 às 15h10

Você acredita em vida eterna? Um monge mumificado encontrado na Mongólia, na posição de lótus, poderia ser a prova que ela existe. De acordo com um especialista chamado  Barry Kerzin, que é também médico do Dalai Lama, o famoso monge budista estaria vivo.

Para o médico, o homem mumificado há centenas de anos, que ainda não identificado, estaria apenas em uma etapa de se tornar um Buda na vida real. Os restos mumificados foram encontrados em 27 de janeiro, na província Songinokhairkhan.

vivoo

Exames forenses ainda precisam ser concluídos, mas é provável que a múmia tenha nada mais, nada menos que 200 anos de idade e tenha sido preservada em pele de gado.

Meditação profunda

med

O monge Barry Kerzin afirma que o homem mumificado na verdade está em uma "meditação muito profunda", em um estado espiritual raro e muito especial conhecido como "tukdam".

Acredita-se que nos últimos 50 anos ocorreram em torno de 40 casos semelhantes na Índia com monges tibetanos. "Eu tive o privilégio de cuidar de alguns meditadores que estavam em um estado tukdam", afirma Kerzin.

De acordo com a crença budista, se a pessoa é capaz de permanecer neste estado por mais de três semanas, o que raramente acontece, seu corpo encolhe gradualmente. No final das contas, tudo o que resta da pessoa é o seu cabelo, unhas e roupas.

"Quando isso acontece, normalmente as pessoas que vivem ao lado do monge enxergam um arco-íris que brilha no céu durante vários dias. Isso significa que ele encontrou um 'corpo de arco-íris'. Este é o mais elevado estado perto do estado de Buda", explica Kerzin.

Roubo do monge mumificado

roub

Além de intrigar e provocar discussões sobre vida e morte, o monge mumificado também virou caso de polícia. Segundo o jornal "Mongolia Morning Newspaper", alguns estudiosos afirmam que o monge mumificado se trata de Tsorzh Sanzhzhav, discípulo de um dos maiores monges budistas.

Sanzhzhav foi enterrado ao lado do seu mestre até que foi encontrado por ladrões no fim de janeiro. O mestre do homem teria sido a  encarnação de Ovgon Geser Lama, que á uma santidade reverenciado em toda a região.

A sua sepultura, que se localiza em uma caverna nas montanhas do distrito de Arkhangai, é visitada todos os anos por peregrinos. A descoberta da verdadeira identidade de Sanzhzhav só foi descoberta após policiais visitarem o túmulo e perceberem a falta do corpo mumificado.

Um homem de 45 anos está sendo investigado pelo roubo, ele pretendia vendê-la por cerca de US$ 100 mil.

Vivo ou morto?

vifdaa

Depois da descoberta da possível identidade da múmia, a afirmação de que o monge mumificado estaria vivo caiu por terra. De acordo com Ganhugiyn Purevbat, fundador do Instituto de Arte Budista da Mongólia, o corpo mumificado é realmente de Sanzhzhav.

Assim que a descoberta da múmia foi anunciada, no fim de janeiro, alguns funcionários do instituto foram enviados ao centro para se certificarem se se tratava de um roubo.

"Antes, eu disse que talvez o Lama não estivesse morto, mas em profunda meditação na antiga tradição dos lamas budistas. Mas não é isso. Tsorzh Sanzhzhav e seu professor foram especialmente enterrados dessa forma", afirma Sanzhhav.

A múmia do monge está sendo guardada na capital da Mongólia, no Centro Nacional de Perícia Forense. Várias pessoas a visitam diariamente, especialmente religiosos  que acreditam que se trata de uma entidade sagrada.

Purevbat, afirmou que a múmia será limpa e devolvida a sua tumba, no alto das montanhas em Arkhangai.

Veja também a o cientistas norte-americano que afirma que a morte não existe e conheça as 10 caras da morte segundo a mitologia mundial.

Próxima Matéria
Fatos Desconhecidos (Acervo)
Acervo, matérias feitas antes do ano de 2015.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você


Fatos + Deezer (Podcast)

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+