• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

Mulher conta como é viver trabalhando em um circo

POR Jesus Galvão    EM Entretenimento      07/05/19 às 19h32

A russa Lisa Ortman, junto de seu marido Tim, seus filhos e um gato, viaja por toda a Rússia em uma caravana circense. Toda família trabalha nesse circo e ao longo de 6 anos, eles já viajaram por dezenas de cidades por todo o país. Lisa é assistente e também a mente criativa por trás dos números executados por seu marido.

Além de performar seus próprios números, como o arco no ar. Geralmente, é Lisa quem ousadamente se deitar na caixa misteriosa de um mágico do circo. Com tudo isso, ela ainda encontra tempo para atualizar sua conta no Instagram e ainda é compositora.

A vida na estrada

Em alguns momentos do passado, eles costumavam acompanhar as demais famílias do circo, se instalando nas cabines do circo ou em hotéis. No entanto, agora, eles possuem sua própria casa. Embora seja uma casa móvel.

Lisa conta que sempre sonhou em viajar pelo mundo, se apresentando e vivendo de sua arte. Quando questionada pelo portal ADME sobre sua primeira performance como uma artista circense, a resposta da jovem artista foi categórica: "Eu não posso e não tenho o direito de me chamar de artista de circo. Eu sou apenas uma assistente em alguns números. Mas eu faço isso mais por mim mesma do que com um objetivo específico".

A russa ainda conta um pouco de como surgiu a ideia de viver em um veículo e sair mundo afora. No começo de seu relacionamento com Tim, ele lhe apresentou a ideia de viver em um trailer. O que de início foi rejeitado por ela. Mas devido às dificuldades de se viver em cabines e em quartos de hotéis, ela preferiu abraçar a proposta.

"(...) Percebi que minha acomodação, embora sobre rodas, era uma bênção! Meu banheiro, cama, janelas, cozinha, chuveiro quente e conforto!", disse ela.

A artista comentou o quanto uma casa sobre rodas atrai a atenção das pessoas. Não somente na Rússia, mas em todos os lugares onde a família já viajou. "Muitas vezes saio de casa de pijama e desnuda, e minha casa "participa" de filmagens e editoriais de moda: meninas em vestidos, chapéus, fotógrafos".

As recompensas e os sustos

Lisa, ao longo de sua entrevista para o portal russo, ainda revelou o que lhe é mais gratificante em seu trabalho.

"Meu trabalho principal no momento é o meu Instagram, no qual eu conto sobre nossa vida em um trailer e os bastidores do circo. O mais agradável são as palavras de gratidão dos seguidores. Além das mudanças que isso causa em relação ao circo. Em geral, recebo tantas palavras calorosas todos os dias que essa é minha melhor recompensa!".

Mas não pense que a vida na estrada e no circo seja muito fácil. Durante a entrevista, Lisa relembrou alguns momentos de apuros pelos quais passou. Certa vez, a caravana estacionou a cerca de 50 centímetros dos trilhos por onde passam os trens, que eles pensaram estarem desativados. Neste dia, eles foram acordados às 3 horas da manhã com o imenso barulho do veículo passando rente de onde estavam. Conseguem imaginar o susto?

Na entrevista, Lisa também foi questionada sobre o que gosta de fazer em suas horas vagas. "Eu gosto de ler, andar de bicicleta, sentar ao lado do trailer e beber chá. Eu gosto de cozinhar algo incomum e mostrar a meus seguidores. Às vezes me parece que eles vivem conosco. Especialmente quando os encontro na rua e me perguntam: "Ah, e Tim voltou de Rostov?".

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria


Matérias selecionadas especialmente para você

Via   ADME  
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento têm como único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+