• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Mulher que mora na Itália revela algumas coisas sobre o país

POR Cristyele Oliveira    EM Entretenimento      01/03/19 às 15h22

Já está pesando sobre qual vai ser o destino da sua próxima viagem de férias? Se você ainda não se decidiu quanto a isso, essa matéria talvez possa te ajudar. E pode também colocar a Itália entre as opções. Ou se for o caso de você estar de malas prontas para conhecer a terra dos sabores, você definitivamente vai querer descobrir como aproveitar da melhor forma possível tudo que o país tem para te oferecer. Aqui já fizemos uma lista dos lugares que você precisa conhecer se for para Milão.

Antes de fazer uma viagem do tipo, é comum pesquisar sobre o local, dicas de lugares para visitar, o que não fazer, e principalmente, o que não pode faltar no seu roteiro de atividades. Para isso, nada melhor do que alguém que viva essas experiências na prática, como é o caso de Natasha, uma estudante de 24 anos, que mora em Milão há um ano e meio. Nesse tempo, ela viajou por todo o país, e a pedido do site AdMe, ela reuniu as melhores dicas para te ajudar a ter uma viagem inesquecível. Confira.

Quando ir?

Em uma viagem do tipo, é sempre bom se informar sobre qual a melhor estação do ano para aproveitar tudo o que você planeja conhecer no lugar. Isso varia de viajante para viajante, mas é importante também levar em consideração a localização geográfica das cidades do seu roteiro. Para Natasha, vale a pena conhecer as principais cidades durante a primavera.

"Então você vai aproveitar a cidade durante o período de floração, mas ao mesmo tempo, você não vai encontrar o pico da temporada e você será capaz de evitar multidões de turistas nas principais atrações. Deve levar em conta a geografia da cidade: o Sul, quanto mais cedo você puder ir. Em Milão, o período de floração começa no final de março - início de abril, e em Roma, no início de março, tudo é perfumado" contou ela.

Agora é o momento, já pode organizar as malas.

O transporte

Como pretende se descolar de um lugar a outro enquanto se estiver no país? Natasha aconselha que se alugue um carro para poder aproveitar melhor todos os pontos turísticos, até os mais distantes dos centros urbanos.

"Sim, o sistema de transporte público aqui é bem desenvolvido, e você pode facilmente chegar a todos os principais pontos turísticos de trem ou ônibus. No entanto, as mais belas aldeias e cidades ficam escondidas dos olhos, como pérolas, e sem um carro elas simplesmente não podem ser alcançadas".

Experiência gastronômica

Está planejando conhecer os principais restaurantes italianos, não é mesmo? Para Natasha, não vale muito a pena visitar os mais conhecidos e refinados restaurantes, não se você quiser desfrutar de uma experiência gastronômica tradicional do país.

"Se você quiser experimentar a verdadeira comida italiana, você deve pelo menos almoçar ou jantar em agriturismo. O que é isso? Esta é uma antiga fazenda, convertida em restaurante e hotel. Normalmente, lugares deste tipo estão localizados perto de aldeias ou pequenas cidades. A comida lá é fresca, de fazendeiros locais, eles cozinham pratos saborosos, familiares, e às vezes feito pelos próprios donos. Prove os pratos preparados de acordo com receitas tradicionais dos produtos mais naturais dos produtores locais. O que poderia ser melhor?".

Fique atento aos horários

Os italianos são muito rígidos quando se trata de comida. Todas as refeições seguem religiosamente os horários pré estabelecidos. O café da manhã lá vai até às 11:00, o almoço de 12:00 até as 14:00. Depois disso, o jantar das 18:00 às 20:00. Natasha explica como isso funciona na prática.

"Se você não tem tempo, por exemplo, para jantar no horário italiano, é bem possível que você não consiga jantar nada. É claro que os restaurantes de fast food funcionam 24 horas por dia, mas é provável que os restaurantes com autêntica comida italiana fiquem fechados. E se você não tiver tempo para almoçar em uma cidade pequena, então, como dizem, já era. Até os supermercados podem fechar".

Dinheiro ou cartão?

É muito comum hoje em dia passar o cartão em todos estabelecimentos, além de ser mais prático e muito mais seguro. Mas durante a sua viagem, opte por dinheiro em espécie.

"Nas grandes cidades, você só paga por cartão. É melhor vir para as pequenas cidades com dinheiro: nem sempre há uma oportunidade para você pagar com um cartão, mesmo que veja que o vendedor tem um terminal para pagamentos em cartão. A questão é que na Itália há impostos muito altos sobre o pagamento por cartão, portanto, não é lucrativo para pequenos estabelecimentos aceitar valores inferiores a 5 euros a serem pagos por cartão".

Aproveite cada segundo da viagem

Em uma viagem como esta, tudo o que você não vai querer é deixar de aproveitar o máximo de tudo que o lugar tem para oferecer.

"Não admira que eles dizem que é um museu ao ar livre. Ao viajar pela Itália, é muito importante encontrar um equilíbrio entre visitar museus, igrejas e passeios simples pela cidade. Vale a pena, por vezes, não ir ao museu para desfrutar de um passeio ao ar livre. Tome uma xícara de café na praça da cidade, persiga os pombos ou se perca nos becos medievais. Esconda-se do calor na igreja antiga e sente-se em silêncio, e então coma pizza para viagem nos degraus do monumento. Passeie pelas lojas, escolha um bar para um aperitivo à noite e peça o famoso aperitivo Spritz".

E então, agora já está pronto para embarcar nessa viagem?

Próxima Matéria
Via   AdMe  
Imagens Viagem AdMe
Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento têm como único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+