Ciência e Tecnologia

Nasa: Missões investigarão o clima da Terra

0

 A Nasa lançará quatro missões em 2022, específicas para investigar sistemas e fenômenos climáticos da Terra. Os satélites serão lançados ao espaço com o objetivo de enviar dados aos cientistas sobre o solo, o ar e os oceanos. Isso deve ajudar nas previsões meteorológicas e na compreensão das mudanças climáticas.

Tropics

Nasa

A missão Tropics foi planejada após ser considerado que apesar dos ciclones tropicais deixarem rastros de destruição por onde passam, as previsões meteorológicas podem diminuir o estrago, salvando até mesmo vidas. A missão tem o objetivo de fornecer dados aos cientistas com uma maior frequência que a dos satélites usados atualmente.

A Nasa deseja lançar seis satélites chamados CubeSats para essa missão. Com o tamanho de um pão, eles viajam em pares ao redor da Terra em três planos orbitais diferentes. Eles trabalharão em conjunto para fazer medições de micro-ondas, a cada 50 minutos, de precipitação, temperatura e umidade de tempestades.

A meta é que os satélites auxiliem os cientistas a investigarem os motivos que impulsionam os ciclones e ajudar a prever esses fenômenos. Vale lembrar que o primeiro CubeSat foi ao espaço em junho de 2021. Além disso, a NASA espera concluir o lançamento dos satélites até julho de 2022.

EMIT

Nasa

Já a missão EMIT tem como foco as partículas de poeira mineral, importantes para o clima da Terra. Elas estão localizadas, em maior quantidade, em regiões de desertos e são transportadas pelos ventos para todo o planeta.

Essa poeira pode afetar a qualidade do ar, a saúde das pessoas, e influenciar na temperatura. Isso porque as partículas absorvem a energia de formas diferentes. Os materiais mais escuros, como ferro, absorvem mais calor vindo do sol e aquecem o ambiente.

O EMIT possui um espectro que pode detectar luzes em diferentes tamanhos de onda. Ele poderá identificar as partículas de poeira de forma diferente de acordo com a composição do mineral. O EMIT poderá localizar essa poeira e estimar sua composição e origem. Isso permitirá que os cientistas investiguem seu impacto no clima.

JPSS

Nasa

Os satélites JPSS (Joint Polar Satellite System) da Nasa circulam do Polo Norte ao Polo Sul. Com isso, eles medem a temperatura e a umidade da atmosfera, assim como as temperaturas da superfície do oceano.

Atualmente, dois satélites JPSS estão em órbita, sendo eles o Suomi-NPP e NOAA-20. Eles são responsáveis por fornecer dados e imagens que auxiliam os sistemas de previsão do tempo. 

A missão tem como meta informar sobre fenômenos climáticos diversos, como inundações, poluição ou incêndios florestais.

No ano de 2022, um terceiro satélite, o JPSS-2, será lançado. Nos próximos anos, serão lançados mais três para fornecer mais informações meteorológicas até 2030.

SWOT

Nasa

A última missão, a SWOT (Surface Water and Ocean Topography), é uma colaboração entre a Nasa e a agência espacial francesa Centre National d’Etudes Spatiales. Ela objetiva auxiliar os cientistas a estimar a quantidade de água que os oceanos, lagos e rios da Terra possuem.

O satélite para esse estudo será lançado em novembro deste ano. Ele refletirá pulsos de radar em superfícies de água, além de receber os sinais de retorno com duas antenas ao mesmo tempo. Por meio desse estudo, os cientistas conseguirão calcular a altura da água, mapear as mudanças no nível dos mares e monitorar o fluxo dos rios.

O objetivo é que seja possível entender o impacto das mudanças climáticas na água do planeta. Também busca-se estudar a capacidade dos oceanos de absorverem o calor e os gases do efeito estufa.

Fonte: Super Interessante

O açúcar das frutas faz mal à saúde?

Matéria anterior

Por que as pessoas pagam para inalar gás radioativo?

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos