O nosso espaço é infinitamente misterioso e esconde diversas coisas. Com isso, pessoas do mundo inteiro dedicam suas vidas à compreender mais sobre as coisas fora do nosso planeta. As empresas responsáveis por esses estudos acabam realizando missões espaciais. Você já deve ter ouvido falar sobre isso. O caso mais famoso foi o Apollo 11, um voo espacial tripulado norte-americano. Ele foi o responsável pelo primeiro pouso na Lua. Neil Armstrong e Buzz Aldrin eram os astronautas do voo. Neil foi o primeiro ser humano a pisar na Lua, seguido de Aldrin, 20 minutos depois.

Os dois ficaram fora da espaçonave, por volta de duas horas e quinze minutos. Eles coletaram, nesse tempo, 21,5 quilogramas de material para trazer de volta à Terra. Isso foi um grande marco na história. No entanto, até aquele momento, os humanos só conheciam o lado iluminado da Lua. Sendo assim, havia o famoso "lado obscuro", onde a luz solar não batia, sendo um total mistérios. Teorias da conspiração dizem que é nesse lado que os alienígenas residem. No entanto, uma missão espacial recente revelou algumas fotos desse lado. Aproveite o momento, para compartilhar com seus amigos e mostre a eles um pouco mais do nosso astro. Sem mais delongas, confira conosco.

Missão que revelou fotos do lado obscuro da Lua

Publicidade
continue a leitura

Faz pouco mais de um ano desde que o veículo espacial Yutu 2 finalmente pousou no lado escuro da Lua. Isso faz parte da missão chinesa Chang'e 4. Por meio do satélite de retransmissão Queqiao, as informações obtidas pela missão foram compartilhadas com os terráqueos. Graças ao equipamento, temos agora fotos incríveis e curiosas do que foi descoberto por lá. É algo que diversas pessoas esperaram a vida inteira para finalmente ver. Desde que o Apollo voltou da Lua, há quem dedique sua vida para saber o que existe do lado escuro da Lua.

Publicidade
continue a leitura

As imagens foram tiradas ao longo de 12 dias lunares. Por que dias lunares? Um dia na Lua, equivale a cerca de quatro semanas aqui na Terra, sendo duas delas dias e duas delas noites. Foi durante as "manhãs" no satélite, que a missão esteve ativa. Isso porque contava com a luz do Sol constante. Era necessária para a operação movida a energia solar. Até agora, o veículo percorreu um pouco mais de 350 metros através da cratera Von Kármán, que possui 180 quilômetros de largura.

De acordo com os pesquisadores, ela tem cerca de 2,5 mil quilômetros de extensão. Esse é quase um quarto da Lua. O veículo espacial está equipado com câmeras de alta resolução. Inclusive, com um aparato capaz de tirar fotos panorâmicas. Isso permitiu que os astrônomos documentassem bem o terreno nunca explorado por humanos antigamente. Os especialistas esperam obter dados sobre o Sistema Solar, com essa missão.

Publicidade
continue a leitura

E aí, o que você achou dessas imagens? Já tinha visto algo sobre esse lado da Lua? Comenta pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos. Lembrando sempre que o seu feedback é muito importante para nós.

Publicado em: 29/01/20 18h36