• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Nuvens de poeira fantasmagóricas estão orbitando a Terra

POR Jesus Galvão    EM Ciência e Tecnologia      05/11/18 às 14h37

Segundo um novo estudo realizado pelos pesquisadores da Universidade Eötvös Loránd, na Hungria, duas nuvens de poeira estariam orbitando a Terra a cerca de 400 mil quilômetros de nós. A existência das tais nuvens já era especulada desde a década de 1960, mas agora os cientistas podem ter encontrado evidencias que comprovem de fato que elas existem.

As nuvens que foram chamadas de Kordylewski estariam presas entre as correntes gravitacionais da Terra e da Lua. A pesquisa foi publicada no periódico Monthly Notices of the Royal Astronomical Society e traz a luz a formação desses pseudo-satélites e como elas puderem ser detectadas.

A descoberta de Kordylewski

Em 1961, o astrônomo polonês Kazimierz Kordylewski foi o primeiro cientista a mencionar a possível existência das nuvens que estariam localizadas em dois pontos meio instáveis no sistema Lua-Terra. Cinco pontos de estabilidade podem ser encontrados nesse sistema.

Eles são chamados de pontos de Lagrange, e neles as forças gravitacionais mantêm a posição relativa dos objetos que lá estão. Os pontos L4 e L5 são semi-estáveis, formando um triângulo equilátero com a Terra e a Lua, e que se move ao redor da Terra, enquanto a Lua segue sua órbita.

O Sol seria o motivo da não estabilidade dos pontos L4 e L5 devido ao seu campo gravitacional. Entretanto, eles ainda são pontos onde pode ocorrer o acumulo de poeria interplanetária. Ao menos por um certo período de tempo. Dois pontos de acúmulo de poeira foram observados por Kordylewski próximos a L5, mas muitas pessoas duvidavam de sua existência por serem muito fracos.

Filtros polarizadores foram usados pelos cientistas húngaros para estudar o fenômeno, transmitindo luz e oscilando conforme direção dos cientistas, assim como acontece em alguns tipos de óculos de sol. Como resultado, os pesquisadores concluíram que o padrão observado corresponde ao que foi compreendido em um artigo prévio e com o que foi previsto nas observações de Kordylewski há algumas décadas.

As nuvens de Kordylewski são dois dos objetos mais difíceis de encontrar e, embora sejam tão próximas da Terra quanto a Lua, são amplamente ignoradas por pesquisadores da astronomia. É intrigante confirmar que nosso planeta tem pseudo-satélites empoeirados em órbita ao lado de nosso vizinho lunar", afirmou Gábor Horváth, pesquisador e líder do estudo.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria
Via   Galileu  
Imagens Science Alert
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+