Entretenimento

Killer Ratings, o apresentador brasileiro acusado de matar para seu programa

0

Antigamente, a televisão era o meio de comunicação mais influente e onde as pessoas se informavam e se divertiam no dia a dia. Mas com o advento dos computadores e da internet, a TV foi ficando meio de lado. E a internet cada vez mais foi tomando o lugar de informação e entretenimento.

Plataformas de conteúdo como o YouTube se tornaram praticamente “a televisão” das gerações mais jovens, já que o conteúdo desejado por todos está ali disponível para quem quiser, na hora que quiser. Além dele, plataformas de streaming também ganharam muita força nos últimos anos. Quem se imagina hoje sem um Netflix? A plataforma de streaming tem mais de 100 milhões de assinantes e tem seu catálogo com filmes, séries, documentários e produções originais dos mais variados gêneros.

A mais nova série da Netflix aborda o curioso caso de Francisco Wallace Cavalcante de Souza, que era mais conhecido como Wallace Souza. Este foi um político, apresentador de televisão e acusado de comandar o crime organizado no estado do Amazonas.

O homem nasceu no Amazonas e teve dois irmãos, Carlos e Fausto Souza. Em 1979, Wallace começou a trabalhar na Polícia Civil de Manaus. Mas em 1987, foi expulso por desviar combustível da própria polícia. Depois de sua expulsão, em 1996, ele começou sua carreira política se candidatando a vereador de Manaus. Ele teve apenas 898 e não conseguiu ser eleito.

No mesmo ano, ele começou na televisão com o Canal Livre na TV Rio Negro. Depois, o programa mudou de emissora e foi para a TV Manaus, e aí o programa mudou de nome e começou a se chamar Programa Canal Livre.

Junto de seus dois irmãos, eles comandavam o programa que mostrava assassinatos, sequestros e operações de repreensão ao tráfico. Com o sucesso do seu programa, em 1998, ele se candidatou a deputado estadual no Amazonas e foi eleito com 51.181 votos pelo PL.

Acusações

Em 2008, o ex-policial militar Moacir Jorge Pereira da Costa acusou Wallace e seu filho de comandarem a quadrilha de esquadrão da morte e o crime organizado no Amazonas. A polícia civil investigava as suspeitas desde 2008, sobre acusações de tráfico e assassinato de traficantes rivais para ser mostrado em seu programa de TV. E no dia 25 de abril de 2009, eles entraram na casa do parlamentar. Eles apreenderam uma grande quantidade de dinheiro e ouro além da munição.

Wallace era investigado por formação de quadrilha, tráfico de drogas, ameaça à testemunhas e porte ilegal de armas. O trio de irmãos Souza foram acusado de associação ao tráfico, de mandar matar por audiência no programa e de serem líderes do crime organizado no Amazonas.

Em primeiro de outubro de 2009, a Assembleia Legislativa do Amazonas começou uma sessão de cassação. Os deputados cassaram o mandato de Wallace por quebra de decoro parlamentar. Wallace morreu em 2010, enquanto enfrentava ações judiciais.

Série

A Netflix divulgou o primeiro trailer da série documental ‘Bandidos na TV’. A série é baseada na vida de Wallace Souza. A estreia da série é prevista para 31 de maio. Ela será feita em sete episódios.

A série vai ter testemunhos de profissionais que trabalharam no programa, autoridades que atuaram no caso, familiares e pessoas que foram ajudadas por ele. O questionamento é se o homem era na verdade um herói ou bandido.

Pokémon Masters é anunciado como novo jogo mobile da franquia

Matéria anterior

É assim que funciona a internet em países onde ela é restrita

Próxima matéria

Você pode gostar