Entre as várias estreias da Netflix que já aconteceram em 2019, uma das mais comentadas foi o documentário “Conversations With a Killer: The Ted Bundy Tapes”. O programa foi lançado há uma semana, na quinta-feira (24).

A história, inspirada em um personagem e circunstâncias reais, gira em torno de um dos maiores psicopatas do século 20, Ted Bundy. O serial killer chamou a atenção por matar dezenas de vítimas.

Aviso da Netflix

A Netflix, como bom serviço de streaming que é, já deixou claro para os seus usuários que a história não é nada leve - até por se tratar de um serial killer, não é? Em seu perfil no Twitter do Reino Unido e da Irlanda, a empresa avisou para as pessoas não assistirem sozinhas. Veja:

Em tradução livre: “Para aqueles que são PhD em podcasts que narram crimes reais, ‘Conversations With a Killer: The Ted Bundy Tapes’ já está disponível. Talvez, não deva assistir sozinho”.

Conversations With a Killer: The Ted Bundy Tapes

Publicidade
continue a leitura

Ted Bundy é considerado o "Jack - O Estripador" dos Estados Unidos. Após ser pego, ele confessou o assassinato de pelo menos 36 mulheres durante a década de 1970. A maioria dos seus ataques foram extremamente violentos e com algum envolvimento com sexo. Ele foi condenado à morte e executado na cadeira elétrica em 1989.

Todos os episódios do documentário já estão disponíveis no catálogo da Netflix Brasil.

Elogios nada bem vindos

Após a estreia da série documental na Netflix, as pessoas começaram a fazer elogios a beleza de Ted Bundy. Percebendo esse movimento, o sistema de streaming foi até suas redes sociais para pedir que as pessoas parassem de elogiar o assassino.

Publicidade
continue a leitura

Em tradução livre: “Eu já vi muita conversa sobre o suposto desejo por Ted Bundy e gostaria de lembrar a todos que há literalmente MILHARES de homens lindos em nosso catálogo - quase todos eles não são condenados por assassinatos em série”.

E aí, o que achou da postura da Netflix? Comenta aqui com a gente e compartilha nas suas redes sociais. Para você que já está correndo para fazer uma maratona, aquele abraço.

Publicado em: 31/01/19 18h20