Curiosidades

Frozen, animação da Disney, ajuda em análise do mistério de Dyatlov Pass

0

Para determinar, de uma vez por todas, como ocorreu o incidente de Dyatlov Pass, uma avalanche que aconteceu em 1959 e matou, ao todo, nove alpinistas que realizam uma expedição nas montanhas Urais da Rússia, pesquisadores buscaram inspiração em uma fonte intrinsecamente peculiar: Frozen, o filme da Disney que fez um grande sucesso em 2013.

John Gaume, chefe do Laboratório de Simulação de Avalanche de Neve da Suíça, e Alexander Puzrin, engenheiro da ETH Zürich, publicaram, na semana passada, um artigo com os resultados de suas descobertas que foram feitas até agora com base em algumas ‘dicas’ que a animação proveu.

A avalanche de Dyatlov Pass

De acordo com o artigo científico “Mecanismos de liberação de avalanche de placas e impacto no incidente de Dyatlov Pass em 1959”, os pesquisadores apoiam veemente a teoria prevalecente de que uma avalanche resultou a morte de nove alpinistas, os quais foram encontrados em um horripilante estado – todos estavam parcialmente vestidos, com grandes lesões no crânio e alguns sem olhos e um sem língua.

A teoria de Gaume e Puzrin valida a explicação do governo russo, que abriu uma investigação, em 2019, para analisar o caso, mas o problema aqui é que os céticos há muito argumentam que os estados em que os corpos foram encontrados eram inconsistentes com os de uma avalanche, que normalmente causa asfixia.

Além dos argumentos, diversas teorias de conspiração – que variam de abduções alienígenas a ataques de um yeti russo – cercaram o trágico incidente ao longo dos anos, mas a pesquisa de ambos especialistas sugere que um fenômeno da natureza conhecido como “avalanche de placas” pode ter, sim, sido o responsável.

Em suma, as avalanches de placas ocorrem quando parte da neve do topo de uma montanha se rompe e desliza para baixo. O fenômeno é considerado mortal porque a neve que se desloca atinge velocidades de cerca de 80 milhas (128 quilômetros) por hora em apenas 6 segundos. Ainda de acordo com o artigo dos pesquisadores, as avalanches de placas são responsáveis ​​pela maioria das mortes dos alpinistas, que desbravam as montanhas da América do Norte.

A teoria dos pesquisadores e o filme Frozen

Para apoiar a teoria já existente, Gaume construiu uma simulação em seu computador de uma avalanche de lajes que foi inspirada na animação “Frozen”. Conforme uma publicação da National Geographic, Gaume ficou impressionado com a representação da neve no filme, tanto que até viajou para Hollywood para conversar com os animadores da Disney sobre seu processo de criação do fenômeno.

No encontro com os animadores, Gaume teve acesso ao código fonte usado na criação de animação da Disney. Com isso, o pesquisador decidiu combinar os dados com a simulação que havia criado e com dados de testes de colisão de veículos conduzidos pela General Motors. A junção de todos esses indicadores o possibilitou recriar um novo modelo que simula exatamente a avalanche de placas que pode ter caído sobre os alpinistas que se aventuravam em Dyatlov Pass.

Com o modelo em mãos, Gaume e Puzrin concluíram que a topografia irregular da montanha, os cortes que os alpinistas fizeram na neve para montar suas barracas e os fortes ventos que sopram na região provocaram uma avalanche tardia de lajes, a qual explica todos os ferimentos e lesões.

O que ainda permanece uma incógnita é a ausência dos olhos, da língua e a falta das vestimentas, embora o relatório da National Geographic sugira que o motivo seja o desnudamento paradoxal. Ou seja, um fenômeno que, geralmente, ocorre durante hipotermia moderada e grave – à medida em que a pessoa fica desorientada, confusa e combativa, a mesma pode começar a descartar suas roupas, o que, por sua vez, aumenta a taxa de perda de calor.

Equipe de arqueólogos encontra múmia com língua de ouro

Matéria anterior

Adolescente desperta de coma sem ter nenhum conhecimento sobre o Covid-19

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar