• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

O lado oculto de Marighella

POR Leticia Rocha    EM YouTube      28/02/19 às 11h57

Com certeza, você deve ter ouvido sobre Carlos Marighella nos últimos dias. Mas afinal, quem era ele e porque o assunto entrou em pauta depois de tanto tempo? Maringhella foi um guerrilheiro comunista que era conhecido como o inimigo número 1 da ditadura no Brasil.

O nome do personagem voltou a ser colocado em pauta por conta de um filme que retrata sobre sua história: "Marighella - O Guerrilheiro que Incendiou o Mundo". O filme ainda não estreou oficialmente e comercialmente, mas já está sendo exibido em alguns festivais. O longa foi dirigido por Wagner Moura e tem Seu Jorge interpretando Carlos Maringhella.

O longa irá contar sobre os últimos momentos da vida de Marighella, quando ele enfrentou o regime militar a todo custo e também quando foi morto por ele.

Início da vida como militante

Maringhella era de família humilde, mas sempre recebeu grande apoio quando o assunto eram os estudos. Tanto que, desde cedo, foi apaixonado por poesias. Certa vez, conseguiu inclusive responder uma prova de física usando os versos.

Foi quando Getúlio Vargas assumiu a presidência do país e instaurou o que conhecemos como Estado Novo, que Marighella começou a assumir uma posição política de combate. O governo que era autoritário, ultranacionalista e anticomunista não se agradava com ele. Foi então que ele largou a faculdade e decidiu se filiar ao Partido Comunista Brasileiro - PCB.

Maringhella então se mudou para o Rio de Janeiro, onde foi preso e torturado várias vezes por conta de suas ações contra o governo. Entre idas e vindas da cadeia, em 1945, ele foi solto por conta do processo de redemocratização do país. Foi inclusive eleito como deputado federal pelo PCB, no entanto, teve a posse revogada por conta da filiação a um partido comunista.

Guerrilhas

Depois de perder o cargo, Maringhella decidiu lutar com as próprias armas, literalmente. O homem começou a organizar represálias contra o governo, através das guerrilhas e da luta armada. O posicionamento de Maringhella era tão extremo que ele foi expulso do partido por desavenças ideológicas. Ele não acreditava que uma atitude pacifista poderia levar a algum lugar.

Maringhella estava disposto a lutar contra o governo de todas as formas possíveis. Era por esse motivo que as guerrilhas eram levadas tão a sério por ele, que chegou a escrever um manual, chamado "Guerrilheiro Urbano", onde ensinava algumas táticas de ataque. Sua atuação chegava ao extremo de colocar em risco a própria vida por aquilo que considerava certo.

Carlos levava consigo cápsulas de cianureto, para tomá-las caso fosse pego pela polícia. Naquela época, a polícia se usava a tortura como forma de obter informações. Maringhella preferia morrer do que entregar essas informações ao Estado. É por isso que o homem ficou conhecido como inimigo numero 1 do Estado e da ditadura. Mas é claro que nem tudo são flores. Existe também um outro lado dessa vida política de Marighella. Afinal, seus posicionamentos eram tão extremos que, até mesmo aqueles, que compartilhavam da mesma ideologia consideravam-no extremista.

Se você quer conhecer esse outro lado da vida de Maringhella, não deixe de conferir o vídeo no nosso canal Fatos Desconhecidos! Se você quer conhecer mais sobre a atuação de Carlos Maringhella de todos os lados, esse vídeo é perfeito para isso!

Próxima Matéria


Matérias selecionadas especialmente para você

Leticia Rocha
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.

Fatos + Deezer (Podcast)

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+