Curiosidades

Olhe para o céu hoje e veja fenômeno lunar

0

Todos os anos, acontecem milhares de eventos astronômicos, como as fases da lua, chuvas de meteoro, eclipses, ocultações, oposições, conjunções e outros eventos interessantes. Alguns eventos que acontecem pode ser vistos a olho nu, outros apenas com a ajuda de telescópios.

Eles são sempre muito falados, afinal, tratam de momentos ímpares de nossa galáxia. Além de ser eventos que não são tão frequentes, não é sempre que eles são visíveis para nós. Por isso, é sempre bom aproveitar a oportunidade de acompanhar um eclipse ou uma super lua.

Se você é uma dessas pessoas que amam os fenômenos que acontecem no céu hoje, 9 de março, é um dia especial. Nessa segunda-feira, é o dia em que a lua cheia está passando mais perto da Terra. Isso é uma coincidência muito grande. De a lua estar com sua face virada para o nosso planeta 100% iluminada pelo sol, e quase que ao mesmo tempo ela estar tão próxima da Terra.

Esse fenômeno se chama “Lua Cheia no perigeu”, mas muitos o chamam de “superlua”. Esse termo coloquial pode ser um pouco exagerado e dar uma falsa ilusão de que a lua cheia vai estar gigante no céu. A verdade é que a lua não estará gigante.

Como ela estará mais próxima de nós, na verdade ela vai estar ligeiramente maior do que o seu tamanho médio. E também estará mais brilhante, o que fará com que o luar fique mais intenso do que normalmente é. Por conta desses fatores, é que as pessoas chamam o fenômeno, erroneamente, de super.

Fenômeno

Quem quiser ver esse fenômeno basta olhar a lua cheia no céu hoje a qualquer hora da noite. O mais recomendável é que para ter uma visão melhor do fenômeno, as pessoas olhem para a lua bem no seu nascer. Isso seria, mais ou menos, umas 19h.

Para entender como essa “super” lua funciona temos que saber que a órbita da lua ao redor da Terra não é uma circunferência perfeita. Nosso planeta não fica no centro da órbita da lua. O formato dessa órbita é uma elipse.

Nessa elipse orbital, nosso planeta fica sempre em um dos dois focos. Essa é uma posição um pouco deslocada do centro e sobre o semi-eixo maior da elipse. E conforme a lua vai orbitando a Terra sua distância varia.

E o ponto de aproximação máxima da lua com a Terra é chamado de perigeu. E quando ela está o mais distante do nosso planeta, trata-se de um ponto que recebe o nome de apogeu.

Tamaho

Quando a lua cheia fica a pino de quem está a observando ela fica mais perto dele. Olhada da Terra, a lua não tem o mesmo tamanho de sempre exatamente por causa dessa variação da distância com relação à nós

Da mesma forma que, quando ela está no seu apogeu e é iluminada pelo sol, ela parece ser menor. E quando ela está no seu perigeu ela nos parece ser maior.

Outro fato físico que explica o fenômeno é que quando um objeto que emite luz está mais perto de quem o está observando ele vai parecer mais brilhante. E a lua, quando está no perigeu, ela é exatamente assim. Por isso parece mais brilhante.

Por isso, o luar, que é a fração da luz do sol refletida pela lua, que vem na Terra sofre suas variações. Durante a “super” lua a intensidade dele é máxima.

É claro que durante esse fenômeno a lua varia de tamanho, mas não é uma variação absurda. Ela varia 14% de tamanho, o que é imperceptível a olho nu. Mas o luar, entre o perigeu e apogeu, varia aproximadamente 30% na intensidade.

Conheça a CoronaCoin, a criptomoeda que valoriza com as mortes pelo Coronavírus

Matéria anterior

7 apostas musicais para o ano de 2020

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.