Natureza

Outono de 2022: início de estações pode ser previsto com dezenas de anos de antecedência

0

Você pode não ter percebido, mas no último domingo (20), às 12h33 (horário de Brasília), o outono de 2022 começou oficialmente. Assim, o horário exato que marca o início da estação é um momento astronômico que pode ser previsto com dezenas de anos de antecedência.

No entanto, essa previsão não é tão simples. Para dizer quando uma estação encerra e outra começa com tamanha precisão e antecedência, é preciso ter amplo conhecimento da área de astronomia. Josina Nascimento, tecnologista sênior do Observatório Nacional (ON/MCTI), destaca isso.

“O que define as estações do ano é a posição da Terra em sua órbita em torno do Sol e a inclinação do eixo da Terra em relação ao plano de sua órbita. As temperaturas, as chuvas, os dias ensolarados e toda a condição climática dependem de uma série de outros fatores, além da estação do ano”, explicou a especialista.

Assim sendo, pode parecer irracional determinar o momento exato de uma troca de estações, mas, de acordo com Jocina Nascimento, não se trata de um chute. Logo, a previsão exata ocorre porque a troca de uma estação para outra, como do verão para o outono, está associada a posições específicas dos corpos celestes.

Cada estação tem seu início marcado por um fenômeno astronômico. Assim, no verão e no inverno, temos os solstícios. Já no outono e na primavera, temos os equinócios. Portanto, esses eventos são definidos pela Terra e sua órbita ao redor do Sol, assim como pela inclinação do eixo de rotação em relação à órbita, de acordo com a tecnologista.

Astronomia

Starwalk

“Em Astronomia, olhamos o movimento dos astros do ponto de vista da Terra, ou seja, a partir do sistema de referência geocêntrico. Assim, definimos a esfera celeste onde o equador celeste é a continuação do equador terrestre. O caminho que o Sol faz é chamado de eclíptica”, adicionou.

Sendo assim, enquanto o hemisfério sul passa pelo início do outono, o hemisfério norte está celebrando o início da primavera. Nesse período, os dias e as noites possuem aproximadamente a mesma duração. No entanto, com o passar do tempo e a finalização de outono, os dias ficam mais curtos e as noites mais longas. Por fim, temos o solstício de inverno, marcado para o dia 21 de junho no ano de 2022.

“Quando o Sol está o mais distante possível do equador celeste ao sul é o solstício de verão no hemisfério sul. Inversamente, quando o Sol está o mais distante possível do equador celeste ao norte é o solstício de inverno no hemisfério sul”, completou a tecnologista.

O que esperar do outono

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), as chuvas são mais escassas nesse outono de 2022, principalmente no interior do Brasil, incluindo o Semiárido nordestino.

Já as partes litorâneas do Nordeste e a região amazônica ainda terão um volume considerável de chuvas. Isso especialmente se houver persistência do sistema atmosférico conhecido como Zona de Convergência Intertropical ao sul da sua faixa de ação.

Além disso, outono de 2022 caracteriza-se pelas primeiras incursões de massas de ar frio, vindas do sul da América. Assim, elas provocam a queda gradual de temperaturas, principalmente nos estados do Sul e em partes da região Sudeste do Brasil.

“Destaca-se que, durante o outono, normalmente observam-se as primeiras formações de fenômenos adversos, como: nevoeiros nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste; geadas nas regiões Sul e Sudeste e no Mato Grosso do Sul; neve nas áreas serranas e nos planaltos da região Sul, e friagem no sul da região Norte e nos estados de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e até mesmo no sul de Goiás”, informa o Prognóstico Climático do Inmet para o período.

Fonte: Olhar Digital

Nova espécie de tartaruga gigante é encontrada em Galápagos

Previous article

Historiadores dirão qual momento atual foi o começo da 3ª Guerra Mundial

Next article

Comments

Comments are closed.