icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


Peru toma medida extrema e começa a matar morcegos por medo do novo coronavírus

POR Diogo Quiareli EM Curiosidades 30/03/20 às 20h48

capa do post Peru toma medida extrema e começa a matar morcegos por medo do novo coronavírus

O mundo não fala em outra coisa, a não ser a pandemia da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. O vírus foi notado a princípio em Wuhan, na China, e já se espalhou rapidamente. Rapidamente, o coronavírus se espalhou por todo o país e passou a ser uma ameaça. A Organização Mundial da Saúde já alertou o mundo sobre o perigo e não demorou até que ele se espalhasse pela Ásia. Países como o Japão e Coréia do Sul começaram a conhecer a doença de perto. Conforme os dias passaram, o vírus foi chegando em novos lugares. Na Europa, atingiu vários países.

Alguns deles, estão sofrendo mais do que a China, onde tudo começou, como a Itália, por exemplo, que já registrou mais de 10 mil mortos pela doença. A Organização Mundial da Saúde então alertou sobre os riscos de uma pandemia. Não demorou muito até que fosse confirmado. O vírus já se encontrada em todos os continentes e o crescimento estava muito rápido. Hoje, já foram registradas mais de 35 mil mortes em todo o mundo. Diante desse cenário, as pessoas passaram a buscar a fonte do coronavírus. Segundo algumas teorias da conspiração, o vírus foi criado em laboratório.

Já outras pessoas acreditam que o mesmo tenha vindo do morcego ou da cobra. Com isso, o Peru começou a tomar providências um tanto extremas, que alertaram os órgãos de defesa de animais do mundo inteiro. Confira conosco o que o país está fazendo.

Peru toma medida extrema por causa de medo do coronavírus

Algumas pessoas no Peru estão matando os morcegos. O intuito disso? Controlar a pandemia de Covid-19, causada pelo novo coronavírus. De acordo com as autoridades do país, os cidadãos estão com medo da possibilidade do animal transmitir a doença. A preocupação dos peruanos se baseia na crença dos especialistas de que o novo coronavírus seja uma mutação de um vírus que atinge outra espécie animal. Além dos morcegos, acredita-se que os pangolins e serpentes também sejam hospedeiros originais do vírus. Isso porque os animais são comumente consumidos em Wuhan, na China.

As autoridades peruanas alertam para o fato de que o vírus que afeta os humanos é uma mutação. Isso quer dizer que outras espécies provavelmente não são vetores da doença. "Não devemos distorcer a situação devido à pandemia. Os morcegos não são nossos inimigos", disse o Serviço Nacional de Florestas e Fauna Silvestre do Peru em comunicado. Agora, o serviço está resgatando morcegos ameaçados. Mais de 200 animais já foram resgatados e removidos de regiões onde estavam expostos aos humanos.

As autoridades tentam ainda explicar para os humanos, a importância dos morcegos. "Setenta por cento das espécies do mundo se alimentam de insetos, muitos dos quais são prejudiciais à agricultura e à nossa saúde. Mosquitos que espalham a dengue é um exemplo", disseram as autoridades.

E aí, o que você achou dessa matéria? Comente então pra gente aí embaixo, pois o seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento. Aproveite para fazer um tour pelas curiosidades do nosso site.


Próxima Matéria
Via   Revista Galileu  
Imagens BBC
avatar Diogo Quiareli
Diogo Quiareli
Geminiano, 26 anos, goiano. Amante de música pop, fã de Katy e Luan.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest