Pescador arrisca sua vida para tirar fotos de alguns dos animais mais perigoso do mundo

POR Mateus Graff    EM Mundo Animal      04/05/18 às 13h59

Hoje vamos apresentar um cara para vocês que vai das cachoeiras remotas de Uganda até as águas escuras da costa da África Ocidental só para fotografar criaturas raras. Estamos falando do pescador Andy Coetzee, que vive capturando imagens de peixes raros de se ver e animais selvagens. O trabalho de Coetzee agora faz é tema de uma nova série de TV do Smithsonian Channel, chamada " Fishing for Giants ".

No programa é possível acompanhar o pescador se esquivando de crocodilos e mergulhando em águas profundas e obscuras em busca de criaturas sinistras. Ficou interessado em saber quem é esse maluco que vive atrás de animais estranhos e raros? A gente mostra algumas imagens de como é a vida de Andy Coetzee.

O trabalho do pescador Andy Coetzee

O curioso é que Coetzee não mata os peixes, nem para comer e nem por esporte. Na verdade, ele pesca os animais e os solta em lugares onde terão maiores chances de sobreviver. Abaixo vocês podem ver Coetzee pescando na base das quedas de Murchison, no rio de Victoria, em Uganda.

Coetzee, na imagem abaixo, capturou um poleiro no rio Nilo e o arrastou para águas mais calmas, mas segundo ele, é nessas águas que os crocodilos preferem ficar.

Em entrevista, ele descreveu um exemplo em particular em que um crocodilo veio depois que ele fisgou um peixe. Ele afirmou o seguinte: "eu não deixaria esse crocodilo pegar o peixe - era eu contra o crocodilo, em certo sentido".

Crocodilos, embora ameaçadores, são um bom sinal de que os peixes podem estar por perto.

A pesca no rio Victoria, em Uganda, tem mais adrenalina pelo fato de ter hipopótamos, se tornando mais uma ameaça, além dos crocodilos.

Porém, para Coetzee, a presença dos crocodilos, hipopótamos, cachoeiras e elefantes deixam a pesca ainda mais emocionante.

"Adoro fazer isso - é o que faz meu sangue correr. É o que eu levanto de manhã para fazer", afirma ele. "Eu não quero sentar atrás de uma tela de computador, prefiro muito mais enfrentar hipopótamos e crocodilos. Pescar perto desses elefantes é romântico e emocionante."

Coetzee também já viajou para ilhas Seychelles em busca de atum dogtooth. Segundo ele, o atum dogtooth é um predador agressivo e poderosos que caça nas áreas onde os recifes de coral mergulham nas profundezas do oceano. Para ele, esse peixe é uma máquina de comer.

Além de ser um grande pescador, Coetzee é um ecologista de coração. Ele acha que capturar predadores raros dá a ele uma janela única para a biologia, fisiologia e ao comportamento dos peixes.

E aí, sentiram um pouco de inveja da vida de Coetzee ou vocês morreria de medo de fazer o que ele faz? Comentem!

Via   Business Insider  
Mateus Graff
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+