Curiosidades

Pesquisa mostra que tomar banho todos os dias pode ser prejudicial

0

Passamos tanto tempo da nossa vida no banheiro, que se não precisássemos fazer isso, poderíamos facilmente usar esse tempo para aprender a tocar um instrumento. Para que você tenha uma ideia, pesquisas apontam que passamos um ano e meio de toda a nossa vida dentro do banheiro. Isso não é a toa, uma vez que fazemos muitas coisa lá dentro. Além do número um e o número dois, a higienização também é feita toda por lá. Escovar os dentes, fazer a barba, tirar a cera do ouvido, espremer espinhas, cortar as unhas e, claro, o maior ato higiênico que fazemos: tomar banho.

As pesquisas apontam que dos um ano e meio que passamos dentro do banheiro, seis meses são dedicados ao banho. Tomar banho é algo extremamente comum para todos nós, ou pelo menos, para a maioria de nós. É o tipo de hábito que nos livra de uma série de problemas de saúde, nos ajudando a manter a higiene pessoal.

No entanto, também vale mencionar que é uma questão cultural. Enquanto o lado ocidental do mundo tem o costume de tomar pelo menos um banho por dia, o lado oriental faz isso com menor frequência.

Banho

Banho1 1920x1080, Fatos Desconhecidos

E a maioria de nós tem na cabeça que tomar banho todos os dias é considerado um hábito básico de higiene e que deveria ser seguido por todas as pessoas. Contudo, a realidade não é bem essa. Segundo especialistas americanos, o banho todo dia não é tão bom assim. Isso porque, ao invés de ajudar na diminuição de infecções, tomar banho todo dia pode, na verdade, aumentar esse risco.

Segundo Elaine Larson, que é especialista em doenças infecciosas da Universidade de Columbia, nos Estados Unidos, disse que o excesso de banho pode diminuir a hidratação da pele e fazer com que ela fique seca e rachada. Isso acaba facilitando a entrada de germes que podem causar doenças.

Além disso, o banho diário também remove os óleos naturais da pele. E isso pode diminuir o número de bactérias saudáveis, vírus e outros micro-organismos que vivem dentro do nosso corpo e ajudam no funcionamento do sistema imunológico.

Quantidade

Banho2 1024x683, Fatos Desconhecidos

Os pesquisadores da Universidade de Utah fizeram uma descoberta observando os índios em aldeias remotas da Amazônia. Eles descobriram que essa população tinha uma maior diversidade de bactérias e funções genéticas que já foram relatadas em um grupo humano já que eles não se higienizavam todos os dias. De acordo com eles, ao contrário dos aldeões, os ocidentais são excessivamente limpos. Isso acaba afetando nas suas populações de micróbios e, por consequência, na sua saúde.

Para que essa perda de organismos que executam funções importantes no corpo humano seja evitada, o dermatologista americano C. Brandon Mitchell deu um conselho: banho apenas uma ou duas vezes por semana.

Contraponto

Banho3 760x450, Fatos Desconhecidos

No entanto, de acordo com o Daily Mail, uma outra pesquisa feita no Reino Unido aconselha a limpeza diária. Segundo as descobertas feitas por esse estudo, uma pessoa que trabalha em frente ao computador pode entrar em contato com 10 milhões de bactérias que podem causar várias doenças, como gripes e resfriados.

E como essas bactérias podem ser encontradas no telefone, no teclado e no mouse, os especialistas aconselham que as pessoas desinfetem suas estações de trabalho frequentemente.

“Bactérias e vírus podem se multiplicar em superfícies duras, permanecendo infecciosas por até 24 horas”, disse Lisa Ackerley, especialista em higiene e professora da Universidade de Salford, na Inglaterra.

Além disso, medidas de limpeza e higiene, como banhos diários, ajudam a diminuir as doenças adquiridas no ambiente de trabalho.

7 revelações sobre ”Keeping up with the Kardashians” o reality mais famoso do mundo

Matéria anterior

Esse pode ser o ancestral mais próximo do ser humano e não é o neandertal

Próxima matéria

Você também pode gostar

Mais em Curiosidades

Comentários

Comentários não são permitidos