Por que as aranhas se enrolam quando morrem?

POR A redação    EM Natureza      01/08/15 às 10h03

Essa provavelmente é uma pergunta que você nunca se perguntou quando matava rapidamente um desses artrópodes de oito patas. As pernas das aranhas são essenciais para sua sobrevivência. Elas são constituídas de sete partes diferentes. São nelas que ficam as áreas responsáveis pela criação de teias além dos pêlos que tem função sensorial.

Uma aranha de oito pernas não tem músculos flexores que são capazes de retrair suas pernas. Em vez de músculos, as aranhas aumentam sua pressão arterial a partir de seus batimentos cardíacos para estender as pernas para fora. Logo, sem batimento cardíaco, elas ficam todas retraídas e encolhidas.

Esse sistema é uma espécie de pressão hidráulica que as aranhas  herdaram de seus antepassados artrópodes. Esse animal conseguiu se adaptar ao longo da história em situações extremas. Elas são grandes caçadoras, apresentam diversas estratégias estranhas para capturar suas presas e são capazes de até imitar outros insetos para se adaptarem a um novo ambiente.

39

Até o momento, existem cerca de 44 mil espécies de aranhas, segundo o The World Spider Catalog. A maioria das aranhas é identificada em regiões tropicais. Devido a expansão urbana, as aranhas passaram a fazer parte do nosso dia-a-dia. Com exceção das aranhas da família Uloboridae, todas as aranhas são peçonhentas.

Muitas pessoas tem medo de aranhas. Essa fobia é chamada de aracnofobia  e é a fobia mais comum no mundo. Aproximadamente 50% das mulheres e 10% dos homens apresentam esse medo irracional de aranhas. Estudos sugerem que essa fobia vem de nossos ancestrais e do seu instinto de sobrevivência.

A redação
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+