• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

Por que choramos quando descascamos cebola?

POR Thamyris Fernandes    EM Ciência e Tecnologia      03/12/14 às 14h48

Se você é daquelas pessoas metidas a chef e que adoram se arriscar na cozinha, deve conhecer o desconforto danado que é mexer com as tais das cebolas. Esse vegetal, muito usado como tempero em nosso país, costuma fazer muita gente chorar por aí na hora de ser cortado ou fatiado, antes de ir para a panela. Mas, afinal de contas, você sabe por que isso acontece?

Quem entende do assunto conta que não há nada de muito espetacular nesse processo, estritamente químico, aliás. Isso porque o que faz o pessoal chorar ao descascar e cortar cebolas é um gás que elas liberam, formado principalmente por enxofre; que acaba irritando bastante nossos olhos.

2

Como o globo ocular arde e passa por outros transtornos, nosso organismo tenta contra-atacar e aliviar a sensação de irritação, começando assim o rio de lágrimas já comentado. As lágrimas, por sua vez, têm como função livrar os olhos do ácido formado pelos compostos da cebola. Assim, quando a gente termina o serviço e para de chorar, os olhos estão limpos de novo.

3

Mas, como essa reação não é nada legal, existem alguns truques que podem livrar você desse processo de lágrimas sem fim. Tente, por exemplo, cortar cebolas na frente de um ventilador ou molhar o vegetal antes de cortá-lo. Essas técnicas funcionam, inclusive, porque evitam o contato do gás liberado com os olhos: no primeiro caso, espalhando o ácido; e, no segundo, fazendo com que o gás se forme antes de chegar até o globo ocular.

4

E então, entendeu direitinho? Então descubra também porque as pessoas odeiam a segunda-feira, porque os homens gostam tanto de peitos e o que molha menos: andar ou correr sob a chuva.

Próxima Matéria
Thamyris Fernandes
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+