Porque Thanos deveria morrer de medo da Capitã Marvel

POR Gabi Noronha    EM Fatos Nerd      09/05/18 às 18h19

Para o púbico geral da Marvel Studios - ou seja, aquelas pessoas que gostam de super-heróis, mas só acompanham os filmes - a cena pós-crédito de Vingadores: Guerra Infinita pode não ter sido tão significativa assim. Em contrapartida, para os leitores de quadrinhos, ela foi emocionante o suficiente. Aquele pequeno símbolo que aparece no pager de Nick Fury representa que a Capitã Marvel está a caminho. Mas, e daí? O que ela tem a ver com a história e por que sua presença mudaria tudo em Vingadores 4? E, afinal de contas, por que Thanos deveria teme-la?

Vamos tentar esclarecer um pouco algumas questões sobre a personagem para quem não a conhece. Carol Danvers não é um nome novo no meio do universo Marvel Comics. A personagem apareceu pela primeira vez em Marvel Super Heroes, de 1968. Porém, ela só viria a se tornar a heroína que conhecemos anos mais tarde. Nove, para ser mais específica. Carol era piloto da Força Aérea dos Estados Unidos e, em um de seus voos, sofreu um acidente com uma raça alienígena conhecida como Kree. Na explosão radioativa, seu DNA foi mesclado com o de Mar-Vell, da raça Kree e o primeiro Capitão Marvel. Depois do incidente, a personagem se tornou uma humana híbrida e adquiriu superpoderes com a alteração genética. Assim, Carol passou a poder voar, ganhou super força, velocidade, projeção de energia, adaptação pulmonar, absorção de energia, além de já ter treinamento militar.

Primeiras origens

Dessa forma, em 1977 ela assumiu a identidade de Miss Marvel e passou a lutar ao lado dos Vingadores. Carol Danvers, entretanto, ainda passaria por mais algumas alterações nos anos seguintes. Por um tempo ela teve suas próprias histórias, mas elas foram interrompidas depois de dois anos. A personagem só retornou nas aventuras dos X-Men, onde ganhou mais poderes e assumiu outra identidade. Em 1982, Carol Danvers passou a ser conhecida como Binária e deixou a Terra para combater o mal ao lado do grupo conhecido como Corsário. A próxima versão, no entanto, seria a definitiva. Ao menos por enquanto.

Capitã Marvel

Carol Danvers recebeu o título de Capitã Marvel apenas em 2012, em Amazing Spider-Man Vol. 1 #9. A personagem assumiu o manto depois da morte de Mar-Vell. A partir de então, ela ganhou mais destaque e suas histórias ficaram mais sérias. Carol lutou tanto na Terra quanto espaço afora e essas missões foram essenciais para lhe garantir mais experiência e habilidades. Com exceção de Thor, ela é uma das poucas personagens da Marvel Comics a viver entre mundos, por assim dizer.

Com o tempo a heroína amadureceu e ganhou mais confiança em si mesma. Ela já foi capaz de impedir, praticamente sozinha, uma invasão na Terra. Foi peça chave para resolver os problemas da Dinastia Kang e, na última década, participou de quase todos os grandes eventos do universo Marvel Comics. Sendo assim, sua presença tem se tornado um ponto decisivo em qualquer combate. Carol se tornou uma líder destemida e admirada, tanto que, por mais baixos que tenha o arco de Guerra Civil Parte II, ela foi fundamental para a história.

Thanos que se cuide

O filme solo de Capitã Marvel será lançado apenas em 2019. Esta será a primeira vez que a heroína aparecerá no universo cinematográfico. A ambientação do filme será na década de 1990, ou seja, muito antes da Iniciativa Vingadores ser ativada. O que nos leva a pergunta, onde ela estava esse tempo todo? A teoria é que Carol esteja fora da Terra, porém havia deixado combinado com Nick Fury que retornaria caso ele precisasse de ajuda. Bem, isto nos leva a cena pós-crédito de Guerra Infinita. O diretor da Shield não a chamaria por pouca coisa.

Caso isso realmente aconteça, o retorno de Carol Danvers possivelmente fará dela a personagem mais poderosa do Universo Cinematográfico Marvel. Mais poderosa até mesmo que Thor. Pensa, se o Deus do Trovão já conseguiu enfiar a Rompe-Tormentas no peito do Titã, o que Capitã Marvel não seria capaz de fazer com ele? O caminho que o estúdio tem trilhado até o momento leva a esta conclusão. Tanto pelos personagens como pela própria história desenvolvida. Além, claro, das diversas declarações dos produtores a respeito do futuro o universo no cinema. Portanto, a heroína pode até não ser a própria pessoa que acabará com Thanos, mas sua parecença será essencial para a vitória dos heróis.

Via   WC     Wikia  
Imagens QB Vox CBL
Gabi Noronha
Resumindo, é basicamente isso! Mais aventuras em Instagram: @gabinoronhaf

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+