Prodígio de 5 anos é o menino mais jovem a passar em exame para técnico de TI da Microsoft

POR Pietro Bottura    EM Ciência e Tecnologia      17/11/14 às 21h08

Você sabia andar com 1 ano? Falava com 2? Desenhava uns rabiscos semelhantes aos dos homens da caverna com 3, e sua mãe te acha o Van Gogh? Desculpe te desanimar, mas ao ouvir a história de Ayan Qureshi você vai mudar seu conceito acerca do que é ser um prodígio. Isso porque com meros 5 anos, Ayan passou no teste oficial da Microsoft para se tornar um profissional de TI certificado pela empresa.

Se você acha que ele só chutou e se deu bem, está errado: são questões de diferentes níveis e formatos, abertas e com múltipla escolha, além de criarem situações-problema e avaliarem o desempenho dos candidatos de frente à elas. Para o garoto, o teste não passou de uma brincadeira, que definiu como "difícil, porém agradável".

Elevator_tchmb8

"O desafio mais difícil foi explicar a linguagem do teste para um menino de 5 anos. Mas ele parecia entender e tem uma memória muito boa", garante o pai, Asim, que conta que desde os 3 anos, Ayan já desmontava computadores para "brincar" com discos rígidos e placas-mãe. Atualmente, com 6, tem um pequeno laboratório em sua casa, ligado numa rede que ele mesmo criou, onde estuda em torno de 2 horas diárias.

A família, migrante do Paquistão, gerou um filho que além de inteligente é sábio, já que Ayan quer abrir sua própria firma o mais cedo possível, chegando a supor o nascimento de um Vale do Silício inglês, que se chamaria E-Valley. É, os planos de Ayan não são modestos, para quem começou tão cedo, talvez não sejam megalomania. Além de Ayan, duas outras crianças já haviam sido aprovadas no teste, uma indiana de 9 anos e um garoto que já conta com 5 certificações.

Ayan-Qureshi-6-from-Coventry

 

Se gostou, dê uma olhada também nessa outra matéria sobre a vida de crianças ao redor do mundo e também sobre a nova geração, que, como Ayan, ainda vai fazer muita coisa bizarra!

Pietro Bottura
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+