Aranhas, normalmente, não são um dos animais mais queridos das pessoas. Existem aqueles que são tão traumatizados com o animal que a palavra medo é bastante simplória para descrever o que sentem. Aracnofóbicos são as pessoas que têm fobia de aranhas e as evitam a todo custo junto dos lugares em que possam existir.

A aranha-pavão é um bicho que seduz seus parceiros exibindo uma coloração arco-íris extravagante em sua parte de trás. E não é surpresa que a percepção dessas cores seja uma vantagem evolutiva desse tipo de animal. Biólogos confirmaram, em 2017, que diferentemente da maioria dos aracnídeos, essas aranhas consegue enxergar cores. Essa capacidade também é vista nos primos mais fracos, a aranha-lobo, mas só com a cor verde.

Diferentemente da visão que nós humanos temos que é tricromática (permite ver as cores vermelha, verde e azul), as aranhas-lobo têm uma visão dicromática que faz com que ela só consigam ver a cor verde e ultravioleta.

Uma pesquisa feita pelo professor da Universidade de Cincinnati, George Uetz, em parceria com seus alunos utilizou cerca de 1.200 aranhas-lobo para estudos do comportamento da espécie. As conclusões foram apresentadas na reunião da American Arachnological Society.

Publicidade
continue a leitura

A pesquisa queria testar a percepção das cores pelas aranhas-lobo. A equipe observou machos e fêmeas reagirem à um vídeo de uma aranha de cortejo. A utilização do vídeo deu a chance aos pesquisadores de controlar a cor e a intensidade da parte de trás das aranhas da corte.

Resultados

Publicidade
continue a leitura

As aranhas fêmeas ficavam mais acessíveis quando o contraste era alto entre a aranha e o fundo do vídeo. Mas a resposta melhor foi quando o vídeo foi fixado em monocromático ou colorido se comparado à versão com escala de cinza. Para os machos a cor também teve grande importância. Sua espécie é daquelas que tentam imitar os rituais de acasalamento de outras aranhas macho.

"O que descobrimos é que, para as aranhas fêmeas, a intensidade é mais importante que a cor", disse Uetz em um comunicado . "E para os espiões masculinos, a cor também é importante. Essa é a descoberta estranha. Não esperávamos nada disso".

Essas aranhas conseguem distinguir a cor verde quando em oposição a qualquer outra cor, e isso tem um propósito evolutivo. O acasalamento delas, que acontece provavelmente na primavera e no verão, terá um pano verde de fundo e,segundo os pesquisadores, a visão da aranha muda conforme as estações do ano.

Publicidade
continue a leitura

"Isso faz muito sentido porque quando você sai no início da temporada, quando as aranhas saem pela primeira vez, não há folhas nas árvores, então há um amplo espectro de luz", explicou Uetz. "Mas à medida que as estações mudam, as folhas saem e tudo fica verde. As aranhas têm que ser capazes de ver o contraste contra um monte de fundos coloridos".

Aqui está um vídeo de uma aranha-lobo tentando atrair um parceiro.

Publicado em: 08/08/18 17h15