Seu Madruga e Dona Clotilde viveram uma linda história além de Chaves

POR Mateus Graff    EM Entretenimento      11/05/18 às 13h49

E como esquecer a paixão de Dona Clotilde, vulgo Bruxa do 71, pelo lendário Seu Madruga? Ela se derretia igual manteiga pelo vizinho e isso se estendeu por vários episódios do seriado Chaves. Seu Madruga tinha horror da Bruxa do 71, mas pouca gente sabe que eles viveram uma linda história fora das telinhas.

A relação entre os dois personagens se resumia a um amor platônico ou mesmo um amor não correspondido. O que você não deve saber é que eles era bons amigos na vida real, provando que um homem e uma mulher podem sim ser apenas amigos. A gente conta um pouca dessa história para vocês.

Ramón Valdés e Angelines Fernández

Muito diferente dos personagens, Ramón e Angelines tinham uma forte amizade. Para vocês terem uma ideia, quando Ramón faleceu, Angelines ficou cerca de duas horas aos "prantos" em pé ao lado do caixão do seu velho amigo. O que ela falava? "Madruguinha, Madruguinha", fazendo uma referência ao apelido carinhoso que ela chamava Ramón em Chaves.

Os dois começaram a amizade bem antes de participarem do seriado, quando Angelines chegou ao México, em 1947. Ela estava fugindo da Espanha e colaborava com os guerrilheiros espanhóis que enfrentavam o temido general Francisco Franco.

E foi ao participar da Idade do Ouro no cinena mexicano que ela conheceu o Madruguinha, ou melhor, Ramón Valdés. Ela a recebeu muito bem e isso ajudou os dois a terem uma bela amizade. Ah, não podemos esquecer de citar que Rámon que indicou Roberto Gómez Bolaños (o Chaves) a convidar Angelines para fazer parte do Elenco.

Angelines nunca teve a chance de voltar ao seu país para ver sua família, mas ela ganhou praticamente um irmão enquanto morava no México.

Mas e você, sabia que a Bruxa do 71 tinha uma relação tão legal com o Madruguinha? Comente!

Mateus Graff
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento tem o único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+