Curiosidades

Uma dieta ”frutariana” não é uma coisa tão boa para você

0

Nos dias atuais, a busca por um estilo de vida mais saudável e hábitos alimentares positivos é o que a maioria das pessoas está querendo. Aumentar a expectativa de vida e se preocupar com o ‘como’ viverá os anos seguintes é quase regra atualmente. E nesses tempos onde todo mundo procura a saúde, ou pelo menos tenta, parece não existir mais lugar para aquelas dietas loucas.

Contudo, só parece. Pois infelizmente não é assim. Não há quem não queira um ganho muito grande com um esforço mínimo. E mesmo algumas dietas que parecem não fazer mau nenhum podem, na realidade, não serem tão boas para a saúde.

Como por exemplo, as dietas à base de plantas. Elas tem ficado cada vez mais populares nos últimos anos. Seja por questões de saúde, ou por estética. E uma forma extrema de uma dieta baseada em vegetais é o “frutarian. Assim como o nome diz, ela se baseia principalmente no consumo de frutas cruas.

Frutarianismo

Fruta1, Fatos Desconhecidos

Inicialmente, essa dieta pode parecer saudável. Mas qual o efeito que ela terá no corpo de uma pessoa? Será mesmo que essa dieta é uma escolha saudável?

Existem evidências sólidas de que as dietas à base de plantas são boas para o corpo. Elas podem diminuir o risco de doenças cardíacas em até 40%, e 29% as chances de acidente vascular cerebral. Além disso, essa dieta também mostrou que é uma boa estratégia para ajudar as pessoas a perderem peso.

Mesmo que a dieta à base de vegetais tenha seus benefícios para a saúde e também para a sustentabilidade ambiental, o frutarianismo é uma das opções de dieta mais restritivas que existem. Além de não existir nenhuma evidência que apoie seus benefícios para a saúde.

Possíveis problemas

Fruta2, Fatos Desconhecidos

Também não existe uma descrição definitiva de como uma dieta frutariana deveria ser. Embora tenha uma “regra” que é comumente citada que entre 55% e 75% da dieta tenha que incluir frutas cruas. E existe alguma variabilidade, já que alguns frutarianos comem grãos, nozes e óleos.

Alguns adeptos do frutarianismo sugerem que exista uma regra 80-10-10. Isso seria: 80% das calorias vem das frutas e vegetais frescos, 10% vem de proteínas e os outros 10% de gordura.

Essa regra se baseia erroneamente na crença de que os humanos não são onívoros, mas sim frugívoros, que são os animais que preferem comer frutas cruas. Quem defende esse pensamento afirma que o sistema digestivo humano é fisiologicamente projetado para digerir frutas e vegetais crus. E mesmo que isso seja verdade, o corpo humano evoluiu.

Alguns adeptos da dieta dizem que ficar sem “comida” teve grandes benefícios. Como por exemplo, a cura de um câncer e a eliminação do inchaço corporal. No entanto, não existe nenhuma evidência robusta que apoie essas afirmações.

Alimentação

Fruta3, Fatos Desconhecidos

Se alimentar apenas de frutas pode parecer uma coisa saudável em um primeiro momento. Mas existem, potencialmente, vários problemas com essa forma de restrição alimentar.

Até porque, seguir esse padrão alimentar exclui grupos de alimentos e nutrientes que são essenciais para o corpo manter a saúde normal. Ou seja, as frutas não contém todos os nutrientes de que o corpo precisa.

Além dos potenciais efeitos físicos dessa dieta, ela também está associada com um transtorno alimentar conhecido como ortorexia nervosa, também chamado de obsessão doentia em comer apenas alimentos “puros”. Isso pode acabar levando a um distúrbio alimentar, depressão e ansiedade.

Por conta disso, antes de fazer qualquer mudança na dieta, principalmente se a mudança for extrema, é aconselhável falar primeiro com um médico. E uma forma bem mais segura e saudável de aumentar o consumo de frutas e colocá-las como parte de uma dieta balanceada.

 

 

 

 

Fonte: https://www.sciencealert.com/this-scientist-explains-why-a-diet-consisting-mainly-of-fruit-is-bad-for-you

10 curiosidades do The Rolling Stones

Matéria anterior

Menino de 12 anos ganhou 2 milhões de reais nas férias com NFTs de baleias

Próxima matéria

Você também pode gostar

Mais em Curiosidades

Comentários

Comentários não são permitidos