11 grandes mentiras que você sempre achou que fossem verdades

POR Thamyris Fernandes    EM Ciência e Tecnologia      11/11/14 às 20h02

Durante a vida é comum que a gente aprenda algumas coisas por aí, como dados históricos, coisas sobre a natureza, anatomia e, claro, curiosidades. Muitas dessas informações, aliás, são tiradas dos inúmeros sites que estão disponíveis na internet e que, nem sempre, informam as pessoas corretamente (o que não é nosso caso, como você já deve saber, caro leitor).

Acontece, no entanto, que grande parte desses dados e informações que a gente acredita como verdadeiros não passam, em muitos casos, de mentiras populares, daquelas que de tanto serem repassadas e compartilhadas acabam sendo aceitas. Triste, não? Nós também achamos. É por isso, aliás, que preparamos a matéria de hoje. (Clique para ler ainda: 17 "fatos" que a escola te ensinou errado).

Confira a lista que preparamos abaixo e desvende de vez grandes mentiras que você e muita gente por aí sempre acharam que se tratavam de verdades:

1. Einstein não era um mal aluno

1

Sabe aquela história de que o gênio tinha notas ruins em matemática no colégio? Pura mentira. Toda essa conversa teve início porque em 1986 a escola de Einstein inverteu o sistemas de avaliação e a nota 1, que sempre tinha sido a mais alta, passou a ser a mais baixa. É por isso as pessoas falam mal do boletim do cientista, mas não sabem que o 1 que ele tirou correspondia a um 10!

2. O vidro não escorre quando aquecido

3

O vidro não escorre quando aquecido e, por mais que vidrais apresentem formas quase gotejantes, especialistas garantem que tudo não passa de um técnica muito antiga que as pessoas usadas na fabricação do material. Esse modo, aliás, resfriava o vidro no ar, enquanto o artesão girava a peça ainda quente. É só por isso, e por mais nenhum outro motivo, que ele se conservava com o aspecto escorrido.

3. A Terra não gira ao redor do Sol

4

Cientistas explicam que, na verdade, o que nosso planete persegue é o chamado "centro de massa do Sistema Solar", também conhecido como baricentro. Mas, nem sempre esse é o centro do sol.

4. Crack não vicia imediatamente

6

Apesar de ser uma droga bastante viciante, a verdade é que nem sempre as pessoas se tornam dependentes dela desde a primeira vez que a usam. Uma pesquisa realizada nos Estados Unidos, por exemplo, mostrou que mais de 80% dos usuários do crack passam meses até voltar a tocar na droga, pelo menos costuma ser esse o espaço entre a primeira e a segunda vez que usam a pedra.

5. Nem sempre o candidato mais popular vence as eleições

8

Olha só que coincidência, não? Parece que a gente já viu essa história em algum lugar, não é mesmo? Mas, ironias a parte, a verdade é que a maioria dos candidatos que vence uma disputa eleitoral é representada por aqueles que recebem o maior financiamento, não o mais aclamado pelo povo.



6. Vikings não usavam capacetes com chifres

9

Esse artigo não fazia parte da cultura do povo viking. Na verdade, essa lenda foi criada, provavelmente, em meados do século 19, quando Richard Wagner escreveu "O anel de Nibelungen". Depois claro, essa história foi reforçada por Hollywood inúmeras vezes.

7. Os ruivos não  estão em extinção

10

A bem da verdade, os genes responsáveis pelo nascimento de pessoas ruivas é recessivo o que, naturalmente, o torna raro. Aliás, essa história de que os ruivos estão em extinção é mais antiga que qualquer um de nós pode imaginar.

8.  As pessoas viviam mais que 3o anos na Idade Média

11

Essa conversa de que todo mundo morria e envelhecia aos 3o anos de idade no período medieval não passar de uma história mal contada. Obviamente, sempre existiram pessoas mais velhas, aquelas que conseguiam passar dos 60, em muitos casos. Acontece que, como muita criança morria nessa época e como haviam muitas guerras e disputas por terras, tornou-se popular dizer que a população da Idade Média não vivia mais do que 30 anos.

9. Girassol nem sempre segue o sol

12

Ao contrário do que muita gente acredita, essa flor não segue a trajetória do sol pelo céu. Os girassóis, na verdade, se viram para o leste, ponto cardeal onde o sol nasce.

10. A Primeira Guerra Mundial não foi a mais sangrenta

13

Esqueça essa informação passada nas aulas de história. A batalha mais sangrenta até hoje, na verdade, foi a Rebelião de Taiping, na China, que aconteceu entre os anos de 1851 e 1864 e fez mais de 30 milhões de mortes. Enquanto isso, o número de vítimas fatais da Primeira Guerra Mundial foi, de "apenas" 17 milhões.

11. Seus dedos não enrugam porque absorvem água demais

14

Na verdade, o que acontece é que, em banhos de piscina ou outras exposições prolongadas dentro d'água o próprio organismo trabalha para melhorar a aderência de nosso tato no ambiente úmido. Isso, por exemplo, nos ajuda a escorregar mesmo e a segurar objetos submersos com mais segurança. Assim, as rugas do seu dedo aparecem porque são, propositalmente, resultado de impulsos nervosos.

Thamyris Fernandes
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+