4 crimes malucos que aconteceram em 2020
Tempo de leitura:2 Minutos, 51 Segundos

4 crimes malucos que aconteceram em 2020

Nem todas as notícias em 2020 foram somente sobre o coronavírus. Obviamente, a maioria das produções jornalísticas retrataram o vírus que ocasionou a pandemia global, mas, vez ou outra, nos deparamos com algumas notícias que possuíam um teor diferente, como, por exemplo, crimes.

Como vocês já sabem, nós adoramos um absurdo. Afinal, tudo que é bizarro acaba se tornando notícia. E se é notícia, é importante. Por isso, resolvemos compilar as produções jornalistas que divulgaram em 2020 os crimes mais angustiantes. Confira, agora, quais são elas.

1 – Mãe e filha são flagradas vendendo cadáveres

Em 2009, Megan Hess e sua mãe, Shirley Koch, abriram a Sunset Mesa, uma casa funerária. Desde que iniciaram o negócio, ambas decidiram arrecadar uma graninha a mais, vendendo alguns cadáveres ou apenas algumas partes. Por quase uma década, inúmeros corpos e membros fragmentados ajudaram mãe e filha a aumentarem a renda do empreendimento.

Os principais clientes eram educadores, cientistas e outros indivíduos que atuavam no campo da medicina. Para tentar esconder o comércio ilegal, a mãe e a filha vendiam somente cadáveres – ou parte deles – que eram destinados à cremação.

Judy Cressler, uma das clientes, descobriu, por exemplo, que o corpo de seu pai havia sido vendido para um cliente da Arábia Saudita. O negócio clandestino foi descoberto este ano.

2 – Usuários do Randonautica encontram uma mala cheia de restos humanos

Em junho deste ano, um grupo de adolescentes de Seattle que utilizavam um aplicativo chamado Randonautica encontraram uma mala pútrida, em Luna Park, uma das praias da cidade. Devido ao odor, uma das garotas do grupo decidiu averiguar o conteúdo da maleta.

Ao abri-la, a jovem encontrou partes do corpo humano de alguém que, provavelmente, foi mutilado. O grupo, obviamente, ligou para a polícia. Quando as autoridades chegaram no local, os jovens acabaram outra bagagem. Surpreendentemente, o conteúdo era o mesmo. Por enquanto, o caso permanece sem solução.

3 – Homem assassina namorada deficiente e assume o perfil da vítima no Facebook

Dos crimes mais bizarros que foram divulgados em 2020, este, sem dúvida alguma, é o vencedor. Tudo começou em setembro de 2019, quando John Matthew Chapman levou a namorada, Jaime Feden, para o deserto de Nevada. O casal viajou até o local, para realizar uma sessão de fotos.

Como o tema da sessão era bondage, Chapman amarrou a namorada em poste. Feden, que tinha a síndrome de vater, foi sufocada até à morte. Após cometer o crime, o namorado mudou-se para a casa dela, onde assumiu o perfil do Facebook da garota para evitar qualquer tipo de suspeita.

Quando o serviço de atenção aos deficientes chegou na casa de Feden para verificar a saúde da garota, Chapman já estava casado com outra mulher. O ex acabou sendo preso.

4 – Mãe obcecada com o apocalipse mata os próprios filhos

Chad Daybell conheceu Lori Vallow logo depois que sua esposa faleceu. Os dois, em pouco tempo de namoro, decidiram se casar. A cerimônia aconteceu no Havaí. Desde que assumiram o relacionamento, Daybell afirmava que podia ver o futuro e que ouvia vozes, que lhe revelavam algumas profecias. Uma dessas profecias era sobre o fim do mundo.

Não se sabe se foi por amor ou por conta das crenças religiosas, mas Vallow ficou obcecada com as premonições de Chad Daybell. Vallow acreditava tanto em Daybell, que até chegou a assinar ambos os filhos. De acordo com o marido, os enteados eram zumbis e precisavam ser mortos.