• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

6 grandes líderes que abusaram de seus poderes de forma surreal

POR Toni Nascimento    EM História      08/11/18 às 18h33

Nada como o poder para deixar os mais deslumbrados, corrompidos. Vamos ser sinceros? Não precisa ser deslumbrado para ser corrompido. É como diz o ditado, "o poder corrompe, o poder absoluto corrompe absolutamente". E quando falamos de poder absoluto, queremos apontar os dedos para os tiranos. A maioria dos políticos em Estados democráticos ao menos tenta esconder seus exageros e loucuras no poder à luz do dia, agindo debaixo dos panos, ou seja, um líder pode controlar a imprensa ou simplesmente não precisa temer perder seu lugar em uma eleição.

Na maioria das vezes, esses abusos de poder significam coisas muito perigosas, como violações dos direitos humanos, exploração, ostentação, corrupção e guerra. Mas algumas vezes, esses abusos são, na verdade, bem engraçados. Às vezes são bem surreais. Está duvidando? Conheça agora esses 6 grandes líderes que abusaram de seus poderes de forma surreal.

1 - Saparmurat Niyazov

Quando o Turquemenistão conseguiu sua independência da União Soviética, Saparmurat Niyazov assumiu o poder do país. Ele então encheu o país com cartazes e estátuas dele, além de espalhar cartazes com seu nome para as pessoas saberem quem era ele. Mas seu abuso de poder maior teve relação com um livro. Seu ato mais impressionante foi escrever um livro chamado Ruhnama, para educar pessoas sobre a história, a moral e a cultura do Turquemenistão. Ele considerava o livro tão importante que os candidatos a cargos no governo precisariam fazer uma prova sobre a obra. As escolas precisaram ensinar o livro, que tomou lugar de matérias como matemática e educação física.

2 - Francisco Macias Nguema

Francisco Macias Nguema se considerava um deus quando foi presidente da Guiné Equatorial. Ele perseguia qualquer um que considerasse intelectual ou inteligente, proibiu remédios ocidentais e só era permitido tratamento com feiticeiros, além de ser responsável pelo fechamento de várias escolas. Porém, seu abuso de poder mais absurdo foi proibir o uso de componentes importantes na usina elétrica, acreditando piamente no poder da magia para fazer tudo funcionar normalmente. A estação de energia foi seriamente danificada e a cidade mergulhou na escuridão.

3 - Rafael Trujillo

O ex-presidente da República Dominicana, Rafael Trujillo, cometeu nepotismo na cara dura, sem vergonha alguma. Ele contratou seu filho para o posto de coronel antes mesmo que ele tivesse idade suficiente para o ensino médio. Há até mesmo histórias que ele tentou que sua esposa fosse nomeada para o Prêmio Nobel de Literatura, apesar de ela não ter nenhuma qualificação para o prêmio. Apesar de manter uma ditadura violenta, ele usou de seu poder para ganhar indicações para o Prêmio Nobel da Paz. Obviamente, não conseguiu.

4 - Ne Win

Ne Win foi um primeiro-ministro da Birmânia considerado completamente louco. Ele já tomou banho com sangue de golfinho, andou para trás para espantar espíritos e levou sua crença na numerologia longe demais. Ele acreditava que o número nove era tão sortudo, que pensou que seria bom para o país se o dinheiro fosse emitido em denominações que fossem divisíveis por nove, como 45 e 90. Ele quebrou a economia do país tentando fazer esse plano dar certo.

5 - Kim Jong-il

Kim Jong Il, um dos líderes da  Coreia do Norte, era o fanático dos filmes. Ele queria revolucionar o cinema norte coreano porque acreditava que a telona poderia ser uma grande vitrine de influência e propaganda política, porém, não acreditava ter ninguém bom o suficiente no país para levar esse plano adiante. Foi por isso que ele resolveu fazer um esquema para capturar o melhor diretor da Coreia do Sul na época, Shin Sang Ok. O plano foi sequestrar a esposa do diretor para convencê-lo a trabalhar para a Coreia do Norte. O pior? o plano deu certo.

6 - Kim Jong-un

Talvez ele seja o rei das barbaridades atualmente, com uma lista cheia de abusos estranhos. Talvez o mais conhecido tenha sido mudar o fuso horário do país, atrasando-o em meia hora. Isso atrapalhou as negociações e relação com a Coreia do Sul e também deixou o horário do país desalinhado com o resto do mundo. Além disso, apaixonado por basquete como ele é, usou seu poder para criar seu próprio sistema de pontuação.

E aí, o que você achou dessas birras de ditadores loucos? Comenta aqui com a gente e compartilha nas suas redes sociais. Para você que não sabe se ri ou chora quando lê sobre esses abusos, aquele abraço.

Próxima Matéria
Via   G     S  
Imagens
Toni Nascimento
Nerd, mas principalmente amante do cinema. Mais em @nascimento_toni
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+