6 mitos sobre o Antigo Egito que você acredita até hoje

POR Magno Oliver    EM História      25/02/16 às 16h26

A história e tradição dos antigos egípcios é uma narrativa de contos cheia de mistérios, segredos e ícones que intrigam e atiçam a curiosidade das pessoas.

O Egito e suas histórias relatam o universo dos Faraós, a Cleopatra, as múmias e seus processos incríveis e delicados de conservação, sem mencionar as incríveis e meticulosas pirâmides.

Mas no passar dos anos e a transmissão de geração para geração da história do Egito, muitos mitos e histórias verídicas foram contadas.

Separamos para você alguns mitos sobre o Egito Antigo que você acredita até hoje. Confira:

1 - A invenção dos hieróglifos

egyptian_4_wep-em-nefret

Um mito muito propagado sobre o Egito Antigo é a respeito dos hieróglifos. A crença era de que as imagens de cobras e pernas sem corpo eram uma espécie de código ou linguagem que se referiam a maldições ou encantamentos mágicos. A verdade é que os hieróglifos foram utilizados para representações históricas.

2 - O enterro dos servos dos Faraós

image016

A teoria era de que quando os Faraós morriam, seus servos eram enterrados juntos. Na verdade, isso só aconteceu com dois Faraós da primeira dinastia do Egito, só que as coisas mudaram mais tarde. Os Faraós perceberam que era mais útil os seus servos vivos do que mortos e passaram a ser enterrados de forma quase que como uma celebração.

3 - A Cleópatra não era uma mulher branca

12784475_1004122079668785_888879280_n

A ideia da Cleópatra como uma mulher charmosa e de olhar marcante foi perpetuada por muito tempo. Mas o que ninguém sabe é que a verdadeira personagem dessa história não é uma mulher de pele branca como se compartilha nas produções até hoje. A real história da Cleópatra é que ela era uma mulher negra e não branca como muito se divulgou ao londo do tempo.

4 - O interior de uma pirâmide

5-1

Os interiores de uma pirâmide eram bastante retratados por meio dos hieroglifos e prevalecem até hoje. Mas a verdade é que o interior de uma pirâmide não possui nenhum tipo de "decoração". O mais básico que se encontrava em pirâmides de Gizé, por exemplo, eram pinturas em paredes nas cores branca ou vermelha. O interior era revestido com muitas pedras calcárias antigas de mais de 4000 anos.

5 - As maldições dos Faraós

get_img

O conto da maldição do Faraó é algo que se propagou e levanta medo nas pessoas até hoje. A história se consagrou com o conto do Faraó Tutancâmon que lançou sua maldição sobre membros de uma expedição. Na história, apenas 8 de 58 dos membros morreram realmente com a abertura do túmulo dentro de um período de 12 anos.

Segundo contam, isso não passa de mito, pois as mortes podem ter sido provocadas por conta dos gases perigosos e os fungos quese acumulavam dentro do túmulo. A ideia da maldição foi propagada para fazer com que as pessoas acreditassem no terrorismo causado pelo conto.

6 - A Morte

9

A morte era uma espécie de acontecimento naquela época. Os egípcios tinham um trabalho cuidadoso e cheio de crença ao enterrar alguém como uma forma de glorificar a vida. O ritual de mumificação era um método de preparar o corpo para uma vida cotidiana já idealizada. Os egípcios eram obcecados com a vida e não a morte.

Você conhecia a história do Egito Antigo? Mande seu comentário para gente!

Magno Oliver
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+