• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

7 coisa que não fazem sentido no relacionamento de Daenerys e Jon Snow

POR Gabi Noronha    EM Séries e Sagas      18/09/18 às 18h23

Quando Game of Thrones saiu distribuindo tapas na cara da audiência, tudo o que imaginávamos sobre a série foi desfeito ainda na primeira temporada. A história quebrou os padrões estruturais dos quais o público já estava tão acostumado de outros programas. Por exemplo, como a história começou com a família Stark, logo, imaginamos que seus integrantes seriam os protagonistas. Tudo isso foi desfeito quando Ned Stark perdeu a cabeça. Literalmente. A família se desfez e a trama apresentou diversos outros núcleos. Com o tempo, ela ensinou os espectadores a não se apegar a ninguém, pois nenhum personagem é certo de sobreviver até o fim.

A cada temporada a angústia aumentava, assim como as rezas para determinados personagens. Com o tempo, alguns nomes conseguiram certa estabilidade dentro da história e ganharam mais destaque. Foi o caso de Deanerys Targaryen e Jon Snow. Ela, com início sofrido, a muito sangue, suor e fogo, acumulou mais títulos que a côrte inglês. Ele, um pobre bastardo que acumulou experiências horríveis suficientes para se tornar rei do gelado Norte. Dois extremos, duas pessoas bem diferente que se encontraram apenas na última temporada exibida e, sem pensar duas vezes, começaram um romance.

Por mais que tenham muitas pessoas torcendo pelo casal, o relacionamento de Deanerys e Jon está cheio de lacunas. Assim, separamos algumas delas para comentar. Lembrando que as colocações feitas a baixo são exclusivamente referentes à série e, em momento algum, abordam os livros de George R. R. Martin.

1 - O momento inapropriado

Por anos, os fãs não puderam deixar de imaginar não apenas como seria um encontro entre Daenerys e Jon, mas também se poderia surgir algo mais dali. O momento tão aguardado aconteceu na sétima temporada e provou ser a pior hora para isso. Além da guerra entre reinos, Westereoes também está sob a invasão iminente de um inimigo extremamente perigoso. A situação não tinha espaço para um romance, ainda mais um apressado como foi o deles. O melhor seria se eles tivessem se conhecido antes e desenvolvido mais a relação.

2 - Colocar os White Walkers no meio

Jon sabia sobre a existência dos White Walkers e estava disposto a convencer Deanerys disso pois precisava de sua ajuda na luta contra eles. O que seria simples, se transformou numa desculpa forçada para aproximar os dois. Bastava ela voar até o local com um de seus dragões para constatar o fato. Mas não, precisou de Jon fazer uma mini expedição até o fim do mundo e quase morrer para que, só assim, ela visse o exército dos mortos. No final, Deanerys chegou montada no dragão para resgatar seu querido Jon.

3 - De repente amor

Antes de se conhecerem, os dois personagens viveram um grande amor. Deanerys com Khal Drogo e Jon com Ygritte, os pares perfeitos. Após os infelizes destinos de seus respectivos companheiros, eles mantiveram relacionamentos no modo causal. Ela especialmente, já que ele nem poderia ter vivido o primeiro romance por causa do juramento da Patrulha da Noite. Não sabiam da existência um do outro, mas quando se encontraram foi amor à primeira vista. Game of Thrones já provou ser muita coisa e conto de fadas da Disney não é uma delas.

4 - Personalidades opostas

"Os opostos se atraem" é um dos ditados mais furados da cultura popular. Ninguém precisa e nem deve ser igual a ninguém, contudo, compartilhar certos ideais é fundamental para manter um relacionamento amoroso. No fundo, Daenerys e Jon desejam um mundo melhor e exercem papéis importantes dentro dessa mudança. No entanto, o caminho seguido por cada um é completamente oposto. Ela construiu a imagem da liberdade por meio da guerra, enquanto ele encara o combate como última opção sempre. Cada um evoluiu de forma bem diferente e mudar isso de repente, apenas para encaixar o romance, não faz sentido.

5 - Conversas íntimas demais

Assim como acontece com tudo deixado para a última hora, o envolvimento da Mãe dos Dragões com o Rei do Norte tem sido bastante apressado. Isso porque a história precisa ser direcionada para o final o que nos leva a estranhos diálogos trocados pelo casal. Sem mais nem menos, em meio a questões políticas e de segurança pública, Daenerys comenta sobre o fato de não poder ser mãe. Ela compartilha com Jon o episódio traumático de seu passado, um assunto íntimo demais para se ter com uma pessoa que acabou de conhecer.

6 - O orgulho de Jon Snow

Desde o primeiro momento em que se conheceram, Daenerys deixou bem claro, bastava Jon se ajoelhar e reconhecê-la como rainha que o Norte teria a ajuda de seu exército e dragões. Porém, por mais desesperado que ele estivesse, se recusou a dobrar o joelho. Jon passou a série inteira teimando que alguns segundos no chão não valeriam para salvar as terras que jurou proteger. Um local do qual saiu como rei, tendo a esperança de todos os habitantes em suas mãos, ou melhor, em seus joelhos, com a vida da própria família em risco. Mesmo assim, sua teimosia resistiu até os últimos momentos.

7 - "Dany"

E não poderíamos deixar de citar o momento mais brega entre os pombinhos. Depois de ser resgatado por Daenarys, Jon está na cama se recuperando da sua segunda (quase) morte. Nessa hora, ele deixa seus desejos aflorarem de vez e, na tentativa de conquistar mais intimidade, ele solta um "Dany" para a Mãe dos Dragões. O problema é que o apelido era como o irmão de Daenerys a chamava, sujeitinho nada agradável. O momento foi horrível, um tanto forçado e bem cafona.

Próxima Matéria
Via   SR  
Gabi Noronha
Resumindo, é basicamente isso! Mais aventuras em Instagram: @gabinoronhaf
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+