CuriosidadesHistória

7 coisas que você não sabia sobre Martin Luther King Jr.

0

Em 15 de janeiro de 2019, Martin Luther King Jr. completaria seu 90º aniversário. Nascido em Atlanta, no estado norte americano da Georgia, King Jr. foi um grande nome nos movimentos e lutas pelos direitos civis nos Estados Unidos, em especial para comunidade negra no país. Seu discurso “I have a dream…” é até hoje um dos mais importantes da história do país e teve reflexos por todo o mundo.

Dr. King, como também era conhecido, apesar de ter sido um grande defensor dos direitos civis e sempre em busca de formas pacíficas de ativismo, foi assassinado em 1968. Pensando nisso, hoje trouxemos alguns fatos e curiosidades sobre um dos maiores lideres norte americanos de todos os tempos e que você provavelmente não sabia. Confira!

1 – Nome de nascimento

O líder dos direitos civis nos Estados Unidos nasceu Michael King Jr. em 15 de janeiro de 1929. Depois de uma viagem para a Alemanha, quando o pequeno Michael ainda tinha 5 anos, e inspirado pelo líder da Reforma Protestante, Martin Luther, seu pai – pastor da Igreja Batista Ebenezer de Atlanta – mudou o próprio nome e o do filho para Martin Luther.

2 – Faculdade

King Jr. era tão inteligente que ele precisou pular algumas séries durante a sua formação básica. Aos 15 anos de idade, ele se matriculou no curso de Sociologia na Morehouse College, em 1944. Benjamin E. Mays, famoso teólogo e presidente da faculdade em que estudava, é o responsável por convencer King Jr. a seguir os passos de seu pai, avô e bisavô como ministro batista.

3 – Doutor em Teologia

Ele frequentou a Universidade de Boston, onde em 1955 concluiu seu Ph.D. em teologia sistemática. Além de sua graduação em Sociologia pela Morehouse College, King Jr. ainda se tornou Bacharel em Divindade pelo Seminário Teológico Crozer.

4 – Ele fez um outro discurso antes de’I have a dream’

Seis anos antes de seu icônico discurso na marcha em Washington, King Jr. estava entre os líderes dos direitos civis que discursaram  durante a Peregrinação pela Liberdade em 17 de maio de 1957. King discursou para milhares de pessoas sobre os direitos ao voto e sobre direitos civis.

5 – Ele foi preso várias vezes

Segundo o King Centre, Martin Luther King Jr. foi preso 29 vezes. As prisões foram motivadas por atos de desobediência civil, entre outras acusações forjadas, como a que aconteceu em Montgomery, no estado norte americano do Alabama, em 1956, por supostamente estar dirigindo acima da velocidade permitida.

6 – FBI teria tentado coagi-lo ao suicídio

A influência de King era crescente e isso começou a incomodar muito seus inimigos. Um deles era o poderoso diretor do FBI, J. Edgar Hoover. Uma carta anônima foi enviada ao líder dos direitos civis em 1964, que o acusava de ter casos extraconjugais. Ameaças de divulgar tais casos foram feitas.

De acordo com a carta, a única maneira de isso não vir à tona seria King Jr. deixar os movimentos civis ou tirar sua própria vida. King Jr. ignorou as ameaças e deu continuidade ao seu trabalho.

7 – Um espirro poderia ter colocado tudo a perder

Durante uma sessão de autógrafos no Harlem, bairro na cidade de Nova Iorque, nos Estados Unidos, em 1958, Izola Ware Curry, uma mulher de 42 anos, se aproximou de King Jr., e utilizando um abridor de cartas, ela cravou o objeto em seu peito. Sua aorta quase foi perfurada e uma cirurgia seria necessária para remover o abridor de cartas. De acordo com os médicos, o ferimento era tão próximo de seu coração que se ele tivesse espirrado isso teria sido fatal para King Jr.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Jason Momoa visitando sua vovó é a coisa mais fofa que você verá hoje

Matéria anterior

Homem em cadeira de rodas sustenta sua família sendo pedreiro

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.