Nós humanos fazemos coisas que nenhum outro animal faz, temos hábitos e fases únicas. Alguns desses comportamentos humanos permanecem sem explicação. O ser humano já conseguiu descobrir o porquê de inúmeras coisas sobre outros animais e coisas, mas algumas questões únicas do próprio homem sapiens sapiens permanecem sem respostas.

Bom, nós aqui da Fatos não sabemos a resposta para todas essas perguntas. Mas vamos te contar alguns dos mistérios humanos que até hoje não foram desvendados, nem mesmo pelos maiores cientistas. Aposto que vocês vão ficar tão curiosos quanto os próprios estudiosos.

Confira agora alguns comportamentos humanos que a ciência não explica.

1 - Rubor

O rubor é aquela vermelhidão que acontece em algumas pessoas, em situações específicas. Muitos estudos já foram realizados para explicar porque algumas pessoas ruborizam, as respostas foram várias. Alguns associam ao sentimento de vergonha e timidez, outros à mentira e até mesmo ao sentimento de fraqueza. Como você pode perceber, as possibilidades são muitas e os cientistas até hoje não conseguem explicar o que exatamente causa o rubor.

2 - Beijar

Publicidade
continue a leitura

Você com certeza nunca tinha parado para refletir sobre porque beijamos. A explicação não poderia ser apenas porque ser algo bom. E também não é um fator genético, já que não são todas as sociedades humanas que o fazem. Eu sei que você está tão chocado quanto eu, mas a questão central aqui é, por que beijamos? Alguns cientistas acreditam que isso está associado a nossa memória ancestral, pois existem teorias que afirmam que os humanos antigos eram desmamados através da alimentação pela boca. Esse ato teria estimulado o que conhecemos por beijo. No entanto, essa é apenas uma das teorias e os cientistas não conseguem explicar exatamente porque beijamos.

3 - Sonhar

Todos nós sonhamos, desde pequenos. Sonhos bons, ruins, estranhos, extremamente realistas. Mas afinal, por que fazemos isso? Muitas teorias já foram criadas. A de Sigmund Freud inclusive diz que os sonhos são a expressão de nossos desejos subconscientes, e essa suposição é uma das mais famosas. Mas nem por isso é considerada correta. A verdade é que nenhum estudioso foi capaz de encontrar a explicação do porquê vemos coisas enquanto dormimos.

4 - Superstição

Publicidade
continue a leitura

As superstições são comuns de todo e qualquer ser humano. São hábitos incomuns, mas tranquilizadores que todos fazemos. Não existe uma explicação ou sentido evolutivo. Tudo parece ser apenas algo de alguma forma inventado ou impulsionado por humanos antigos. A religião teria se aproveitado dessa crença e até hoje as superstições são comuns em nosso dia a dia, porém sem nenhuma explicação para elas.

5 - Adolescência

Sabe aquela fase entre o fim da infância e início da juventude? Aquele momento de inúmeras crises existenciais e morais? Sim, a adolescência é uma fase única dos seres humanos. Alguns acreditam que essa fase seja a responsável pela reorganização do cérebro, um tipo de preparação para a vida adulta. Ou seria um momento de experimentação antes desse momento em que se assume diversas responsabilidades. No entanto, a explicação exata ainda não foi encontrada.

6 - Altruísmo

Publicidade
continue a leitura

O altruísmo não é apenas um sentimento ou atitude difícil de entender, é também muito complicado de explicar. A inclinação natural de se preocupar e tentar ajudar outros seres humanos é um comportamento estranho em termos de evolução. E os cientistas simplesmente não conseguem explicar de onde vem esse sentimento ou porque ele é encontrado em algumas pessoas e não em outras.

7 - Arte

A arte é uma das formas mais genuínas de se expressar utilizada pelos seres humanos. Seja através da música, da dança, da pintura ou da escultura. São várias as formas possíveis de fazer arte. Apesar disso, a arte não é algo explicável, nenhum cientista o fez.

Você já sabia de todos esses mistérios comportamentais sobre o ser humano? Tinha algum item que você achava que era algo e descobriu que não era o que você pensava? Nos conte aqui nos comentários e aproveite para compartilhar com aquele amigo que adora falar sobre comportamento humano.

Publicado em: 17/12/18 17h11