• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 estrelas mais estranhas já descobertas

POR Bruno Dias    EM Curiosidades      12/08/19 às 17h08

As pessoas que gostam de astronomia sabem como esse é um terreno bastante desconhecido e interessante. O universo sempre nos mostra o quão pequenos e insignificantes somos diante da magnitude espacial. Se você não gosta, talvez, essa seja sua chance de entender porque olhar pras estrelas nos acalma e nos coloca em contato com o nosso eu interior.

As estrelas são alguns dos corpos celestes mais importantes do universo. Na maioria das vezes, pensamos em estrelas como massas enormes, quentes e redondas compostas de hidrogênio e hélio. Mas nem sempre elas são assim. Astrônomos acharam várias estrelas que são diferentes dessas noções. Mostramos algumas delas aqui.

1 - Estrela em forma de ovo

Enter Vega, que também é conhecido como Alpha Lyrae ou Alpha Lyr, é uma estrela, em forma de ovo, que fica a 25 anos-luz de nós. Ela é uma das estrelas mais populares. Inclusive, os astrônomos a estudam mais do que o próprio sol.

A forma da estrela é estranha por causa de sua velocidade rotacional super rápida, que é 93% da sua velocidade crítica. Vega é tão rápida que faz uma rotação em seu eixo em 12,5 horas. Em comparação, o sol faz o mesmo em 27 dias. Por isso, a estrela tem 23% de aumento no equador do que em seus polos. Essa sua forma transferiu tanta energia para longe do equador, que é 2.200º Celsius mais fria que os polos.

2 - Duas estrelas se fundindo em uma

Os astrônomos descobriram, há uma década atrás, uma estrela massiva na constelação de Camelopardalis, que está a 13 mil anos-luz da Terra. A priori, eles pensaram que estavam vendo apenas uma estrela massiva. Mas logo, os astrônomos perceberam que eram duas estrelas massivas que orbitam umas às outras.

As duas se orbitam em si mesmas, em apenas 1,2 dias. A estrela maior tem uma massa 38 vezes maior que a do sol. E a menor, 32 vezes maior. Segundo os astrônomos, em algum momento, as estrelas vão se colidir e formar uma gigantesca estrela com uma massa 60 vezes maior que a do sol. Não se sabe quando essa fusão acontecerá, mas quando acontecer criará uma grande explosão que liberará uma energia massiva.

3 - Estrela com braços espirais

Braços espirais são associados com galáxias, como a Via Láctea. Mas a estrela SAO 206462 prova que outras podem também ter braços espirais. Isso porque ela tem dois. Ela fica na constelação de Lupus, a aproximadamente 460 anos-luz da Terra. Ela é cercada por um disco circunstelar muito amplo e feito de poeira e gás.

O disco é quase duas vezes maior que a largura da órbita de Plutão. Segundo os astrônomos, esses braços podem se desenvolver em torno de uma estrela quando novos planetas estão se materializando dentro do seu disco. Eles acreditam que os braços foram formados por dois novos planetas que estão se desenvolvendo dentro do disco.

4 - Estrela com nuvens de água

É sabido que as estrelas são bastantes quentes. Como por exemplo, o sol que chega a cerca de 5.500º Celcius. Mas existe uma estrela que tem apenas 100º C. Esse é o ponto de ebulição da água e é muito frio para uma estrela. Mesmo assim, é a temperatura da CFBDSIR 1458 + 10B.

Ela é uma anã marrom a 75 anos-luz de nós. A massa dessa estrela fica entre a de um planeta gigante e a de uma estrela pequena. Ela é grande demais para ser chamada de planeta, e fraca demais para ser considerada uma estrela. Essas anãs são consideradas estrelas defeituosas porque não têm massa suficiente para a gravidade causar fusão nuclear. Que é como as estrelas produzem calor.

Os astrônomos acreditam que as condições de CFBDSIR 1458 + 10B são mais parecidas com as de um planeta grande, do que com as de uma anã marrom. Eles até acreditam que ela pode ter nuvens que contêm água.

5 - Estrela dentro de uma estrela

Um objeto, chamado Thorne-Zytkow (TZO), é uma estrela, que está dentro de outra. Ela recebeu o nome do físico Kip Thorne e da astrônoma Anna Zytkow. Eles propuseram a existência dessa estrela em 1975. Eles disseram que os TZO's são formados quando uma estrela de nêutrons é consumida por uma estrela super gigante vermelha.

Uma estrela de nêutrons é o núcleo colapsado de uma estrela gigante morta. A supergigante vermelha é uma estrela antiga que está quase sem hidrogênio, um elemento que é importante e que é essencial para criar luz e calor. Elas são as maiores estrelas do universo e podem atingir até duas mil vezes o tamanho do sol.

6 - Estrela mais redonda

Todos podemos pensar que estrelas e planetas são redondos, mas eles são mais largos em seus equadores devido à força centrífuga que acontece quando giram. Kepler 11145123 está a cerca de cinco mil anos-luz da Terra, que é o objeto natural mais redondo que existe.

Essa estrela é mais larga no seu equador do que em seus pólos apenas seis quilômetros. Os astrônomos dizem que a estimativa do diâmetro pode ser reduzida em alguns quilômetros. Essa margem de erro é pequena. O diâmetro de Kepler 11145123 é em média 3,2 milhões de quilômetros.

7 - Estrela menor que Júpiter

As estrelas, muitas vezes, são consideradas grandes corpos celestes, mas nem sempre é assim. Elas poderiam ser bastante, menores como por exemplo do tamanho de Saturno. Mas, mesmo assim, comparado com a Terra é enorme, cabendo aproximadamente 764 Terras. Mesmo assim, isso é menos que o tamanho do sol. Aproximadamente, 1,3 milhão de Terras cabem no sol.

Saturno é menor que o maior planeta de nosso sistema solar, Júpiter. Os astrônomos descobriram uma estrela do tamanho de Saturno. Ela é chamada de EBLM J0555-57Ab e está a 600 anos-luz de nós.

Próxima Matéria
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+