• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

7 formas de vida que parecem ter saído de um filme de terror

POR Mateus Graff    EM Mundo Animal      21/11/18 às 14h56

Nós vivemos em um mundo repleto de coisas bonitas, desde gatinhos e cachorros, até joaninhas e flores maravilhosas. Aonde quer que você esteja terá algum animal surpreendente ou plantas exóticas, o que prova que a diversidade do nosso mundo é incrível. O que prova ainda mais que vivemos em um planeta com uma diversidade incrível que são as formas de vida que iremos mostrar para vocês hoje nessa matéria.

Então, chegou a hora de esquecer o mundo cor-de-rosa que vivemos para conhecer algumas criaturas um pouco assustadoras. Que tal caranguejos que comem ratos e pássaros? E uma planta "estranguladora" que se hospeda em outra planta para roubar seus nutrientes? Isso sem falar no fungo capaz de se hospedar em insetos e controlar sua mente. Ficou curioso? Então confira agora a nossa matéria com as 7 formas de vida que parecem ter saído de um filme de terror:

1 - Globster

Imagine que você está na praia e de repente se depara com uma criatura estranha, carnuda e gigantesca. Essa tal coisa aparece com frequência em todo mundo e em alguns casos é preciso fazer exame de DNA para saber que criatura é. Isso porque essas coisas são baleias, botos, lulas ou outros mamíferos que morreram e estão em um estado avançado de decomposição. Eles ficam irreconhecíveis e parecem ter saído de um mundo paralelo ao nosso. Basicamente um globster é uma massa orgânica não identificada que se acumula na linha costeira de um oceano ou outra massa de água.

Em 2008, uma dessas carcaças apareceu em Montauk, Long Island. Na época, surgiram vários rumores de que a carcaça era um alienígena ou alguma experiência que não tinha dado certo. Já em setembro de 2017, um enorme cadáver de 9,8 metros em decomposição apareceu na ilha filipina de Leyte. Nesses casos, as pessoas criaram várias teorias do que poderia ser, mas todos eram globsters e não criaturas de outro planeta.

2 - Bolor limoso

Bolor limoso ou fungo mucilaginoso são organismos eucarióticos unicelulares que podem crescer até 3 metros e existem em todo o mundo, principalmente no solo de florestas ricas em vegetação podre. Eles não têm cérebro e nem sistema nervoso, mas parecem tomar decisões inteligentes quando estão em busca de fontes de alimento, muitas vezes escorrendo ou rastejando a 1 centímetro por hora.

Essas formas de vida sem mente se assemelham a fungos e se manifestam em formas interessantes. Muitas vezes se assemelhando a um vômito de cachorro, o bolor limoso passa sua vida inteira se fundindo com outras células de bolor, ao mesmo tempo que ramifica pseudópodes em busca de bactérias, leveduras e fungos reais para a nutrição.

3 - Cordyceps

Cordyceps é um gênero de fungos endoparasitas, que crescem principalmente em insetos e outros artrópodes. O mais curioso desse fungo é que ele tem a capacidade única de invadir corpos de insetos e aracnídeos, substituindo o tecido do hospedeiro pelo seu próprio, exatamente como na imagem acima.

Quando o Cordyceps "ataca" uma tarântula, por exemplo, o fungo sistematicamente substitui o tecido do hospedeiro pelo seu, até que eventualmente o mate. Nesse ponto, hastes longas e chifres ramificados brotam em todo o corpo sem vida da aranha. No processo, esses cadáveres se tornam tão feios que parecem ter saído de outro mundo.

E como se isso não bastasse, certas espécies de Cordyceps são conhecidas por infestar os minúsculos cérebros de formigas e lagartas, controlando seu comportamento para transportar e espalhar mais esporos da sua espécie. É como se fosse um apocalipse zumbi...

4 - Caranguejos

Sim, os caranguejos parecem ser fofinhos, bonitinhos e inofensivos. Mas talvez a gente possa refletir sobre o que os caranguejos realmente são. Por exemplo, você já viu o caranguejo-aranha-do-japão? Acredita-se que esse animal viva até os 100 anos e suas pernas possam chegar até 4 metros de comprimento.

E a espécie de caranguejo que foi recentemente descoberta na Índia? Esse caranguejo parece com a aranha viúva-negra, tanto em tamanho, forma, agilidade e velocidade. Ah, e não podemos deixar de citar o caranguejos-de-coco, uma monstruosidade que habita ilhas e que não apenas abre cocos, mas também caça ratos e pássaros. Vocês nunca mais verão os caranguejos com os mesmos olhos depois do vídeo acima.

5 - Figueira-estranguladora

Algumas árvores inocentes de florestas tropicais são atacadas por uma planta chamada de figueira-estranguladora. Ficus macrophylla, também conhecida como a figueira-da-Austrália, faz algo parecido com um parasita. Essa planta começa a vida como uma epífita (uma planta que se aninha em cima de outra). À medida que ela cresce, a planta vai envolvendo suas raízes para cima, para baixo e ao redor da outra planta. Ela faz isso até "engolir" a outra planta, a ponto que as duas competem por nutrientes e uma delas geralmente morre. Se a árvore hospedeira perder esta luta, ela eventualmente apodrece e deixa a figueira-estranguladora com seus galhos assustadores engolindo o nada.

6 - Hydnora africana

E lá vamos nós para outra planta parasita. Dessa vez, estamos falando da Hydnora africana, uma planta que se desenvolve como parasita de plantas da família Euphorbiaceae. Nativa na África do Sul, a principal característica dessa planta é ser subterrânea, apresentando apenas uma flor carnuda e de aspecto curioso que emerge da terra.

Essa planta vive a vida principalmente subterrânea como uma rede parasita de caules e raízes que subsistem de plantas suculentas do gênero Euphorbia. Quando chega a hora de polinizar, ela brota sua flor para fora. A planta tem uma espécie de escamas em vez de folhas, falta-lhe clorofila e sua flor tem uma aparência pra lá de bizarra. Essas flores fedem desagradavelmente, uma característica que atrai pequenos besouros para suas "bocas".

Ironicamente, essa planta tem algumas qualidades favoráveis. A primeira é que ela libera os besouros da sua "boca", pois são eles que fazem a polinização. A segunda é que essa planta tem propriedades que podem ser usadas para tratar acne.

7 - Alga marrom

A alga marrom está se proliferando e entupindo rios e outras vias aquáticas ao redor do mundo. A didymosphenia geminata, também conhecida como didymo ou ranho da rocha, deixa os cientistas sem saber se ela está se espalhando sem controle ou se já estava presente em todo o mundo. Parece ter começado na Colúmbia Britânica, no final da década de 1980, quando camadas grossas de lama marrom começaram a contaminar vários quilômetros de rio. E a partir daí, espalhou-se para vários lugares.

Esse "lamaçal" está se tornando um problema mundial para os pescadores e para as próprias populações de peixes. Na Nova Zelândia, infestou dezenas de cursos de água com uma espessura viscosa de até 18 centímetros. Ela também é capaz de contaminar aquários de água doce.

E você, já conhecida todas essa formas de vida bizarras? Comente!

Próxima Matéria
Mateus Graff
https://www.instagram.com/mateusgraff/ https://www.facebook.com/mateus.adjutomartinsgraff
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+