Curiosidades

7 ingredientes secretos em pratos comuns

0

Comer é um dos melhores prazeres da vida para muitas pessoas. Mas também é um dos sete pecados capitais. Todos nós já ouvimos que o que não mata, engorda. E a verdade é que se não nos controlarmos com a comida, realmente podemos ter problemas que nos levem à morte.

E na hora de se alimentar, nem sempre a nossa maior preocupação é a saúde. É normal que a pressa e a correria do dia-a-dia nos leve a consumir produtos prontos e industrializados, cheios de ingredientes que nem sempre são os mais benéficos para o nosso corpo. Várias vezes coisas estranhas são usadas nos alimentos que consumimos e tem algum tipo de benefício. Eles soam piores do que realmente são. E se estão ali é porque tem um propósito. Mostramos alguns desses ingredientes secretos e incomuns.

1 – Serragem

Uma coisa que muitos não percebem ou se perguntam é como o queijo ralado fica separado e não volta a ficar grudado depois dos pedaços separados. A resposta para isso está nas árvores. Esses agentes “anti aglomerantes” que estão presentes em vários alimentos são derivados da celulose, que é um tipo de fibra vegetal. E uma de suas principais fontes é a polpa de madeira moída.

Além do queijo ralado, a celulose está presente em vários outros alimentos. Como por exemplo, molhos de condimento engarrafados e nos sanduíches de fast food. Para nós essa celulose não tem nenhum valor nutricional. Ela passa pelo nosso corpo sem ser absorvida.

2 – Besouros moídos

Se você gosta de bolos como o red velvet e já tentou fazer em casa sabe que sempre o vermelho não fica muito forte. E acaba se parecendo mais com um rosa. Conseguir chegar no vermelho perfeito realmente é difícil e o truque para conseguir é esmagar alguns besouros.

O nome técnico é “corante cochonilha”, mas ele é um subproduto de insetos secos e triturados. Quando o pó do besouro entra em contato com a água ele vira um pigmento vermelho diferente de qualquer outro. Além do famoso bolo red velvet  outros alimentos que podem ter esse ingrediente são salsichas e até alguns doces.

3 – BPA

Também chamado de Bisfenol A, ele é um produto químico essencial para a criação de vários plásticos e revestimentos. Esse ingrediente também é associado ao câncer e vários tipos de defeitos congênitos. Por essa razão a vigilância cancelou vários dos  produtos que tinham BPA em sua composição.

Mas eles não conseguiram acabar com todos. Vários enlatados tem BPA em suas latas e embalagens. Em 2017, o Center for Environmental Health comprou vários alimentos enlatados dos mais variados lugares e constataram que 40% deles ainda tinham o químico em suas embalagens.

4 – Ossos

Sabe aqueles docinhos que quase todo mundo gosta de comprar para ir ao cinema? Aquelas dentadurinhas, bananinhas, ursinhos. Todos eles tem uma textura bem característica na boca e o que faz isso é a  gelatina. Mas o que poucos sabem é que ela é feita de ossos.

Essa gelatina, na verdade, é um subproduto de cartilagem, pele e ossos de animais como porcos e vacas. Pode parecer um pouco nojento, mas ela é saudável e tem 18 aminoácidos.

5 – Alcatrão de carvão

A sacarina é um adoçante com uma história cheia de altos e baixos. Ela foi inventada em 1879 e servia para adoçar alimentos e bebidas. E em 1911 já tinha uma má reputação. Tentaram proibi-la mas falharam. E durante as duas guerras mundiais o seu usou subiu. E em 1977 tentaram proibir de novo, mas também não deu certo.

A origem da sacarina foi quando o pesquisador chamado Constantin Fahlberg estava tentando encontrar diferentes usos para o alcatrão de carvão. Ele é um líquido espesso que fica depois da produção de carvão. Como ele  bem mais doce que o açúcar a descoberta levou a crianção da sacarina.

6 – Bexiga de peixe seca

A receita da cerveja não é uma coisa que muda muito. Normalmente a bebida é feita de lúpulo, fermento, água e grãos. Por mais diferentes que sejam cervejas novas, ou artesanais com novos sabores, esses quatro ingredientes principais sempre estarão lá. E às vezes alguns ingredientes estranhos como bexigas de peixes.

O que é colocado é um tipo de gelatina derivada da bexiga natatória dos peixes. Ela é usada em várias cervejas desde antigamente para filtrar impurezas e deixar a cerveja mais brilhante. Segundo algumas pessoas, ela também ajuda no gosto da cerveja.

7 – Cabelo humano

Ninguém nunca pensaria que um pedaço de pão poderia ter ingredientes estranhos, não é mesmo. Mas vários pães comerciais processados te um ingrediente bastante curioso, cabelo humano. Isso porque nele existe um aminoácido chamado L-cisteína que é derivado do cabelo humano.

Ele está presente nos pães para fazer com que eles tenham uma validade maior. A L-cisteína também pode vir das pernas de pato e chifres de vaca. Os fabricantes de pão usam esse aminoácido quando vão assar os pães.

Veja quanto tempo a música leva para curar a tristesa, segundo estudo

Matéria anterior

Como seria dirigir em outros planetas?

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.