• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

7 mais estranhas histórias de exorcismo

POR Toni Nascimento    EM Creepypasta      25/10/18 às 15h14

Possessão, basicamente, é o domínio de algo. É o controle absoluto sobre alguma coisa ou alguém. Apesar da palavra, que vem do verbo possuir, poder ser aplicada em várias situações, ela quase sempre vem a sua mente em um único cenário especifico. Ela normalmente está associada ao exorcismo. Não tente me enganar, ou até se enganar, essa foi a primeira coisa na qual você pensou quando eu usei a palavra possessão. Isso acontece porque histórias sobre exorcismo costumam captar muita atenção, e medo, do público em geral. Do icônico filme O Exorcista a inúmeros romances de horror, o medo de ser possuído pelo demônio nunca sai da moda.

Esse medo é compartilhado por quase todos os cidadães do ocidente, mas está mais ávido naqueles envolvidos mais fortemente com alguma religião. Apesar de sempre associarmos o exorcismo com  a igreja católica, a prática é realizada desde os tempos da Mesopotâmia. Hoje em dia, com o desenvolvimento da ciência, a possessão demoníaca deixou de ser associada aos habitantes do inferno, e é vista como doenças mentais passíveis de tratamento. Se hoje sessões de exorcismo são raras, antes - principalmente na Idade Média - elas costumavam ser bizarras e violentas. Que tal conhecermos alguns casos? Veja as 7 mais estranhas histórias de exorcismo.

1 - Clara Germana Cele

A jovem estudante cristã Clara Germana Cele, de 16 anos, da África do Sul, sofreu a suposta possessão em 1906. Além de começar a entender línguas como o polonês e o francês, sobre as quais ela não tinha nenhum tipo de conhecimento prévio, ela também começou a levitar até um metro e meio da cama na qual estava, passando pelas sessões de exorcismo. Além disso, ela tentou matar o padre exorcista enforcado durante uma sessão. Alguns rumores apontam que ela havia feito um pacto com o Demônio antes de começar a dar os sinais de posse.

2 - Michael Taylor

Michael Taylor, até 1974, era esposo e pai exemplar de cinco filhos. Ele tinha uma vida normal, até entrar para uma igreja chamada "Christian Fellowship Group", liderada por uma jovem e charmosa garota de 21 anos, chamada Marie Robinson. Com o tempo, os dois passaram a passar muito tempo juntos. Sua mulher, devido as evidências, acusou o marido de ter um caso com a mulher. Não demorou muito para isso culminar na suspeita de que ele estava sob a possessão de demônios, terminando em uma sessão de exorcismo que durou 24 horas seguidas. Duas horas após o fim da sessão, Michael assassinou brutalmente sua esposa e o cão de estimação, arrancando seus olhos e línguas. Ele foi encontrado nu e coberto de sangue no meio da rua após o ocorrido.

3 - George Lukins

Em 1788, George Lukins foi possuído e logo em seguida exorcizado pelo clero britânico. A história conta que o homem, que levava uma vida normal, foi possuído por sete demônios, necessitando de sete cleros para exorcizá-lo. Tudo começou oito anos antes, quando em um natal ele começou a cantar as músicas em latim, de trás para frente, assustando todo mundo. Depois de anos de situações estranhas, ele mesmo foi à igreja dizer que estava possuído por sete demônios, e de que necessitava sete cleros para salvação. Em uma sexta-feira 13, numa igreja da cidade, a sessão foi realizada e os demônios voltaram para o inferno, nunca mais atormentando o homem.

4 - Ronald Hunkeler

Ronald Hunkeler, ou Roland Doe como era conhecido, foi o garoto que sofreu o caso de exorcismo que inspirou o livro e o filme O Exorcista. Tudo começou quando a tia de Ronald, Tillie, morreu. Desde então, ícones religiosos como a Virgem Maria e Jesus Cristo começaram a voar das paredes. Também houve batidas frequentes nas paredes, sem nenhuma explicação. Até que os eventos inexplicáveis se concentraram no quarto de Ronald, e com o garoto. O primeiro exorcismo durou quatros longos dias, em 1949, durante o qual arranhões formando as palavras "Inferno" e "Cristo" apareceram no corpo de Ronald, e os objetos pareciam se mover por vontade própria. O segundo exorcismo, em 16 de março de 1949, foi o mais importante e foi liderado pelo padre Bowdern. Por fim, a família foi batizada como católica e, em 18 de abril de 1949, Hunkeler convulsionou aleatoriamente, caiu no chão e proclamou em voz baixa: "Ele se foi".

5 - Arne Cheyenne Johnson

Arne Cheyenne Johnson, também conhecido como Demônio Assassino, teve seu caso em 1980. Arne Cheyenne Johnson matou seu senhorio Alan Bono em 24 de novembro de 1981. Johnson tinha 19 anos quando ele assassinou Bono, esfaqueando-o repetidamente no peito. 6 meses antes desse caso, o Demônio Assassino estava envolvido no caso de exorcismo do seu cunhado, no qual provocava o demônio a todo momento para sair. O que mais chamou a atenção de todos, e que virou matéria de jornais, é que foi a primeira vez que um advogado tenta usar como defesa no tribunal a estratégia de possessão demoníaca, tirando do homem a responsabilidade dos atos cometidos. Porém, a defesa não funcionou e o homem foi considerado assassino.

6 - Anna Ecklund

Relata-se que o exorcismo de Anna Ecklund aconteceu alguns anos antes de 1910. Esse seu primeiro ataque de possessão demoníaca foi tratada facilmente pelo padre Riesinger, que veio a se tornar um  importante exorcista. Porém, marcante mesmo foi a sua segunda possessão, em, 1928. A possessão durou 23 dias, deixando seus olhos fechados o tempo todo e fazendo-a vomitar, o que poderia ter sido macarrão e folhas de chá, se ela realmente tivesse comido alguma coisa. Além disso ela também levitava até o teto e falava em línguas. O demônio que falava por ela dizia ser Belzebu, falava que a garota havia sido amaldiçoada pelo pai e que havia outros demônios dentro dela. No final, tudo terminou bem e a garota se livrou dos demônios.

7 - Salvador Dali

Você sabia que o artista Salvador Dali passou por uma sessão de exorcismo em 1974? Essa sessão de exorcismo teria ocorrido enquanto Dali estava tendo episódios estranhos frequentes em sua vida, e acabou se separando do movimento surrealista devido a diferenças ideológicas - o que alguns interpretam como um sinal da possessão demoníaca de que sofria. Ao final de tudo, Frei Gabriele Maria Berardi (padre que realizou a sessão) recebeu uma peça original do artista para agradecer.

E aí, o que você achou desses casos de exorcismo? Comenta aqui com a gente e compartilha essa lista nas suas redes sociais. Para você que leu essa matéria com o terço na mão, aquele abraço.

Próxima Matéria
Via   LV  
Imagens M A AD
Toni Nascimento
Nerd, mas principalmente amante do cinema. Mais em @nascimento_toni
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento têm como único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você


Fatos + Deezer (Podcast)

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+