Ciência e Tecnologia

7 objetos mais distantes do universo

0

Conforme os instrumentos de observação celeste evoluem, astrônomos buscada vez mais enxergar além das fronteiras do que podemos ver. Dessa forma, podemos encontrar galáxias, buracos negros, quasares e explosões a bilhões de anos-luz de distância da Terra. Contudo, enquanto apenas podemos observar de longe, separamos os objetos mais distantes do universo.

Descobrir a distância de objetos espaciais pode ser um assunto complicado. Por exemplo, se um objeto levou 100 milhões de anos-luz para chegar até aqui, ele está a 100 milhões de anos-luz de distância. Mas para esse cálculo, é preciso considerar a expansão contínua do universo. Para isso, utilizamos o desvio para o vermelho para realizar o cálculo. Por exemplo, objetos avermelhados estão se afastando de nós. Contudo, um objeto mais azul está se movendo em nossa direção.

1 – Supernova SN UDS10Wil

Até os dias de hoje, essa é a supernova mais distante já observada. Tendo explodido há mais de 10 bilhões de anos, sua distância é estimada em 17 bilhões de anos-luz. Além disso, seu desvio para o vermelho é de 1,9.

2 – Galáxia MACS1149-JD1

Essa galáxia de luz viajou por uma distância de 13,28 bilhões de anos-luz até chegar à Terra. Dessa forma, ela também conta com um desvio para o vermelho de 9.1096 e sua distância comóvel é de 30,37 Gly (gigalight-year), uma unidade que representa 1 bilhão de anos-luz.

3 – Quasar GB 1428+4217

Atualmente, o jato de raios X mais distante do universo é proveniente do quasar GB 1428, que nos envia luz de quando o universo possuía apenas 1,25 bilhões de anos. Seu desvio para o vermelho é de 4.72 e sua distância é estimada em 12,4 Gly.

4 – Quasar ULAS J1120+0641

Alimentado por buraco negro, esse quasar possui uma massa duas bilhões de vezes maior que a do Sol. Com isso, de 2011 até 2017, esse foi o quasar mais distante da Terra. Com um desvio de vermelho de 7 e distância em 28.35, ele data de 645 milhões de anos após o Big Bang

5 – Quasar ULAS J1342+0928

Em 2017, ULAS J1342+0928 roubou o posto de quasar mais distante do universo. Além disso, ele também é alimentado pelo buraco negro supermassivo mais distante e mais antigo já encontrado. Dessa forma, ele conta com um desvio para o vermelho de 7,54, superando o desvio de 7 do ULAS J1120+0641 e lhe conferindo uma distância comóvel de estimadamente 29.36 Gly.

Localizado na constelação de Boötes, seu buraco negro supermassivo possui 800 milhões de vezes a massa do Sol. Além disso, o quasar se origino em um período conhecido como “época da reionização”, quando o universo saiu de sua “Idade das Trevas”.

6 – GRB 090423

Detectado em 2009, esse objeto foi uma explosão de raios gama (GRB). Com isso, seu brilho foi visto através do infravermelho e permitiu que os astrônomos determinassem que seu desvio para o vermelho é de 8,2. Com isso, ele se tornou um dos objetos mais detectados até o momento.

7 – GN-z11

Localizada na constelação de Ursa Maior, também é a mais antiga do universo observável e a mais distante de nós. Com um desvio de 11,09 para o vermelho, sua distância é estimada em 32 bilhões de anos-luz da Terra. Quando olhamos para ela, ela estava há 13,4 bilhões de anos, ou seja, apenas 400 milhões de anos após o Big Bang. Mas bem como outros objetos, a expansão do universo a levou à distâncias muito superiores.

Mangá de Demon Slayer pode bater mais um recorde de vendas

Matéria anterior

Mulher desenvolve uma pedra no intestino 60 anos depois de realizar uma cirurgia

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos