Os sequestros são crimes sérios que geralmente resultam em punições à altura. O crime costuma deixar em pânico familiares e pessoas próximas, que por algum tempo ficam sem ter qualquer notícia sobre a vítima. É realmente assustador, não só para os parentes, como para a própria vítima.

No entanto, há casos em que a vítima não está assim tão assustada. Acontece que algumas vezes, as pessoas fingem que foram sequestradas. Sim, elas simplesmente somem e fingem para a família que estão sob o domínio de criminosos. Os motivos são os mais variados possíveis.

Conheça agora algumas pessoas que fingiram o próprio sequestro.

1 - Jessica Nordquist

Em 2017, Jessica começou a namorar com um colega de trabalho, Mark Weeks. No entanto, logo o relação chegou ao fim e Jessica simplesmente não se conformou com o fim. Nas semanas seguintes, ela fez um verdadeiro inferno na vida de Mark. Começou a acusá-lo de estupro. Criou mais de 20 perfis fakes e o atacava na internet, dizendo que ele havia a estuprado e que a empresa onde trabalhavam sempre soube de tudo, mas que varreu as coisas para debaixo do tapete.

Não satisfeita por não conseguir a atenção que queria, Jessica decidiu fingir que teria sido sequestrada. Ela mandou para os amigos, sua família e também para Mark e seus familiares, uma foto sua nua e amarrada. No entanto, a farsa dela acabou dois dias depois, quando a polícia a encontrou hospedada na Escócia. Jessica agora cumpre sentença de 4 anos e meio de prisão.

2 - Dr. Mark Salerno

Publicidade
continue a leitura

Em 2002, o sequestro do Dr. Mark Salerno mobilizou todo o país. O homem, de Phoenix, no Arizona, foi encontrado três dias depois no porta-malas do próprio carro. No entanto, o que se descobriu pouco tempo depois, foi que o sequestro nunca ocorreu. Uma testemunha disse que viu Mark se trancar dentro do próprio porta-malas e foi depois disso que a verdade veio à tona.

Mark estava com problemas pessoais e financeiros. Segundo sua esposa e seus advogados, ele estava sofrendo de depressão. Mark alegou que primeiro havia tentando suicídio antes de partir para Pensilvânia. Antes de entrar no porta-malas, ele usou algumas drogas e então entrou no compartimento onde dormiu. Quando acordou, começou a bater no porta-malas, pedindo para sair.

Apesar de toda situação, ele foi condenado a três anos de prisão em liberdade condicional. No entanto, mesmo após a punição, o homem desapareceu outras duas vezes, poucas semanas depois e em 2018.

3 - Alejandro Mario Cortes

Em 2018, Alejandro Mario foi encontrado amarrado e amordaçado com fita adesiva. O homem, de 46 anos, afirmou que foi sequestrado e forçado a entrar em um veículo. Depois disso, ele foi jogado em um banco de neve, onde foi encontrado. No entanto, o FBI foi chamado para investigar o crime e logo descobriu a fraude.

A verdade é que Alejandro e um cúmplice forjaram o crime, na tentativa de conseguir cidadania americana. O homem era um imigrante ilegal do México e estava tentando conseguir o visto por ser vítima de um crime. No entanto, o plano não deu certo.

4 - Maria Gonzalez

Publicidade
continue a leitura

Maria Gonzales dirigia um negócio de caminhões na Califórnia. A mulher alegou ter sido sequestrada, abusada sexualmente e roubada. Dois homens mascarados e armados a abordaram na estrada e a obrigaram a dirigir. Maria disse que perdeu a consciência e que quando acordou, estava com as roupas debaixo molhadas e com a cabeça machucada. Além disso, os homens também teriam roubado o valor de 9 mil dólares, que seria o pagamento de seus funcionários.

No entanto, a polícia começou a desconfiar dessa versão, quando notou que ao lado do carro da mulher, só havia pegadas da mulher. Além disso, os criminosos levaram só o dinheiro e deixaram todo o resto intacto. Foi então que os investigadores, desconfiados, descobriram que a mulher havia fingido o sequestro e que a mulher se machucou para provar que realmente tinha sido raptada. De início, a mulher negou o crime. No entanto, quando os investigadores mostraram filmagens do local em que ela havia sido sequestrada, ela confessou a farsa. Maria admitiu que forjou o sequestro pois não tinha os 9 mil dólares para pagar seus funcionários.

5 - Jonathon Michael Davis

Michael Davis desapareceu em 2018, e seus parentes começaram a receber mensagens que diziam que ele teria sido sequestrado. Os bandidos pediam 375 dólares pela vida de Jonathon, e caso não pagassem, eles iriam ferir o homem. A família então informou a polícia sobre o sequestro. Logo em seguida, os policiais notificaram o FBI e na mesma noite, ele foi encontrado em um cassino jogando.

Para desvendar o crime, a polícia só precisou rastrear o celular de Jonathon. Ele também havia enviado uma foto de um dedo quebrado para seus parentes, como se os bandidos tivessem o machucado. No entanto, quando procuraram pela foto, viram que ele havia apenas usado uma imagem da internet. A foto era uma das primeiras a aparecer no resultado da pesquisa "dedo quebrado".

Publicidade
continue a leitura

6 - Rogelio Andaverde

Em 2013, Rogelio Andaverde queria sair com alguns amigos, mas achou que sua esposa não iria gostar da ideia. Ele então decidiu se sequestrar. O homem estava em casa com a esposa, quando dois homens invadiram a casa e o levaram. Sua mulher então chamou a polícia, pois imaginava que o marido havia sido sequestrado. A polícia imediatamente formou um grupo de buscas. Vários policiais e até helicópteros estavam atrás do homem, que não foi encontrado.

No entanto, dois dias depois, o homem voltou para casa. Ele disse que os bandidos simplesmente desistiram do sequestro e o deixaram ir. A polícia, é claro, suspeitou da história e decidiu investigar. Foi quando descobriram que foi tudo forjado para que ele comparecesse a uma festa com os amigos.

7 - Hillary Black

Em 2018, Hillary Black alegou que foi roubada e sequestrada enquanto usava o caixa eletrônico. Ele disse que um homem, com um cortador de caixas, se aproximou dela enquanto ela usava o caixa e a mandou de volta para seu carro. O homem então teria a forçado a dirigir até um shopping, onde realizou um assalto e posteriormente tentou estuprá-la.

A polícia então começou a investigar o crime. No entanto, logo de cara perceberam algo estranho, o shopping que a mulher menciona nem sequer existia. As filmagens do local, do caixa eletrônico onde Hillary foi, não mostravam ninguém além dela no local. Foi depois que a polícia mostrou as imagens para ela, que ela então confessou a farsa.

E você, conhece alguma história de falso sequestro? Nos conte aqui nos comentários e aproveite para compartilhar com os amigos.

Publicado em: 09/01/19 17h53