• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 protótipos de armas insanos demais para serem usados

POR Bruno Dias    EM Curiosidades      02/05/19 às 16h15

Muito se discute a respeito das armas de fogo. O mundo inteiro se volta para as controvérsias presentes nesse assunto. Milhares de pessoas perdem suas vidas anualmente como resultado de tiros. Isso é o suficiente para muitos militantes irem contra o porte de armas de fogo para civis, principalmente aqui no Brasil.

Em contrapartida, existem vários defensores do uso legal de arma por várias razões. No entanto, o que todos deveriam saber é que existem diversos segredos envolvendo as armas de fogo que poucos conhecem, desde a criação das pioneiras até os dias atuais. E às vezes os criadores de armas se cansam de fazer bombas e armas normais. Os resultados são impressionantes e malucos. Mostramos alguns exemplos para vocês.

1 - Panzer VIII Maus

Esse veículo pesa 188 toneladas e tem o título de maior veículo de combate do mundo. Ele é equipado com armaduras de até 220 milímetros de espessura e tem sua velocidade máxima com apenas 22 quilômetros por hora.

Ainda assim, mesmo com seu tamanho, Maus tinha vários defeitos. O motor, que fazia necessário que o tanque andasse era pouco econômico, e isso significava que o protótipo gastaria muito mais gasolina. E com seu peso, ele não conseguia atravessar pontes. Isso sem falar no seu próprio tamanho, uma vez que tal característica o tornava um alvo fácil para os inimigos.

2 - Messerschmitt Me 163 Komet

Os nazistas eram ousados no quesito armas. E eram dispostos a qualquer tentativa para vencer a guerra. Infelizmente, os Komet só foram usados no final na guerra e não conseguiram virar a maré ao seu favor.

Essa nave era movida com um foguete, enquanto a maioria dos outros aviões eram propulsionados. Mas essa nave era perigosa porque, às vezes, se formavam vácuos no combustível, o que fazia com que ele explodisse. E o combustível usado era uma mistura de dois materiais altamente corrosivos. Além disso, o Komet tinha combustível para apenas oito minutos de voo, sem falar também no pouso, que tinha uma proposta arriscada.

3 - Northrop XP-79

Ele era também chamado de bomber-rammer e foi feito para fazer exatamente o que seu nome diz. Ou seja, ele foi projetado para expulsar os aviões bomba dos inimigos do céu, usando, para isso, suas bordas de reforço. O cockpit foi feito com um vidro blindado que protegia o piloto.

O avião nunca saiu do seu estágio de teste. Isso porque, em seu primeiro e único voo, o piloto perdeu o controle da nave. Ele entrou em um giro que não conseguiu se recuperar e caiu. E o piloto, Harry Crosby, foi atingido pelo avião quando ele tentou uma saída de emergência.

4 - Antonov A-40

Oleg Antonov queria criar uma forma de colocar um tanque pronto para a batalha dentro de um campo sem que o mesmo fosse derrubado pelo inimigo. E deixar os tanques caírem dos aviões com seus próprios paraquedas era uma opção nada viável. Mas Antonov tinha a solução. Bastava colocar algumas asas de planador no tanque e deixá-lo deslizar para o chão.

Mas quando testaram o peso do tanque foi um problema. Para conseguir colocar o veículo no ar foi preciso tirar as armas, combustível e armadura.

5 - SLAM

O Míssil Supersônico de Baixa Altitude (SLAM) é estranha para qualquer padrão, até mesmo os antigos. Ele foi feito como um terceiro método de retaliação contra os soviéticos. O SLAM era uma arma nuclear com energia nuclear.

O míssil seria aquecido por um rmajet de propulsão nuclear e isso daria a ele um alcance ilimitado. Ele levaria uma ogiva nuclear e também conseguiria transportar várias bombas menores. O projeto foi cancelado por várias razões, mas uma delas era pela impossibilidade de testar.

6 - Railguns

Essas armas usam o poder do eletromagnetismo para poderem acelerar um projétil a mais de sete march. Os projéteis atingem um poder destrutivo ainda maior. Sua munição é menor que a de uma concha tradicional e conseguem armazenar mais munição e não correm o risco de explodir.

calor intenso gerado pelo disparo acaba distorcendo os trilhos da arma. Isso limita a quantidade total de tiros que ela pode disparar. Mesmo com algumas dificuldades, a arma ainda continua sendo desenvolvido por militares ao redor do mundo.

7 - Convair X-6

Veículos movidos por energia nuclear são atrativos porque eles poderiam operar por longos períodos de tempo. Infelizmente, a radiação é volúvel e tem propensão para prejudicar tanto quanto tem de ajudar.

Essa aeronave foi construída como bombardeio nuclear movido à energia nuclear que conseguiria ficar no ar por semanas a fio. E para conseguir proteger a tripulação era preciso ter 12 toneladas de borracha. Alguns voos de teste foram feitos, mas no fim, tudo acabou sendo desfeito.

Próxima Matéria
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+