Curiosidades

A história dos Irmãos Grimm, os criadores dos contos de fada

0

Quando pensamos em contos de fadas, com certeza imaginamos um mundo fantástico de príncipes e castelos, de uma forma muito parecida com os filmes antigos da Disney. Contudo, mesmo que eles sejam compartilhados com as crianças, as versões originais não foram feitas para o público em questão. Muito dos contos que foram registrados ao longo do tempo são de autoria dos irmãos Grimm.

Jacob e Wilhelm Grimm nasceram na cidade de Hanau, na Alemanha. Jacob em 1785 e, um ano depois, seu irmão. Embora os dois tenham estudado Direito, o que sempre encantou os irmãos foi a origem das línguas e dos mitos, além das manifestações culturais.

Mesmo assim, os irmãos Grimm nunca pensaram em escrever livros, embora eles tenham começado suas carreiras trabalhando como bibliotecários em Kassel, na Alemanha.

Irmãos Grimm

National Geographic

Foi então que um dia, o poeta Clemens Brentano estava procurando alguém para agrupar narrativas populares e convidou os irmãos Grimm para o projeto. Os dois fizeram todo o projeto, mas ao final, Brentano desistiu dele.

Com isso, os irmãos aproveitaram que já tinham todo o material, reuniram mais alguns contos e lançaram o primeiro volume do livro chamado “Kinder- und Hausmärchen”, ou “Contos de Fadas para o Lar e as Crianças”. O lançamento aconteceu em 1812 e ao todo o livro tinha 86 contos de fadas.

Contudo, os irmãos ainda tinham muito material separado. Então eles decidiram lançar o seu segundo volume em 1815. Dessa vez, o livro dos irmãos Grimm tinha 70 contos. Depois do lançamento desses dois volumes, eles buscaram mais contos, revisaram outros e lançaram mais cinco volumes. Ou seja, ao todo são sete livros.

Histórias

Weird Side

Ademais, durante suas vidas, os irmãos Grimm colecionaram e publicaram 200 contos de fadas e 10 lendas infantis. O mais interessante é que para terem inspirações para seus contos, os irmãos Grimm ouviam os contadores de histórias que viviam em Kassel e nas cidades vizinhas.

Além deles, os irmãos também iam até seus amigos de outras partes da Alemanha. Um exemplo disso é Dortchen Wild, esposa de Wilhelm, que teria contribuído com 12 histórias. A icônica história da Branca de Neve teria sido contada a eles por duas amigas da família.

O primeiro contato dos irmãos Grimm com contos de fadas foi, provavelmente, em suas infâncias. Isso porque era comum na época que as pessoas se familiarizassem com as histórias através do que elas ouviam das babás, arrumadeiras, cozinheiras e de outras pessoas que trabalhavam nas casas de família.

Livros

Amazon

Embora os contos de fadas fossem encantadores para as crianças, no começo, os livros eram escritos para os adultos e estudiosos. Por esse motivo que eles não tinham ilustrações. Foi apenas em 1825 que os desenhos ilustrativos dos contos apareceram.

Um ponto interessante da vida dos irmãos Grimm é que, como eles nunca criaram uma história, eles não são considerados escritores ou poetas, mas sim estudiosos e pesquisadores dos contos populares.

O objetivo deles era que as histórias contadas pelas pessoas fossem valorizadas. Quando eles conseguiram esse feito na Alemanha, vários pesquisadores começaram a fazer o mesmo em vários países do mundo. Inclusive no Brasil, quando, em 1882, Silvio Romero lançou o livro “Cantos Populares do Brasil” e, em 1885, o “Contos Populares do Brasil”.

Embora os irmãos Grimm não tenham escrito nenhum de seus contos, eles chamaram a atenção do mundo todo. Como resultado, eles foram admirados ao redor do globo. Ademais, seus livros foram traduzidos em 160 idiomas, e muitos deles viraram filmes de animação.

Fonte: UOL

Imagens: National Geographic, Weird Side, Amazon

A primeira mulher a ir para o espaço

Previous article

Criança constrói cadeira de rodas de Lego para cachorra

Next article

Comments

Comments are closed.